12:18 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Facebook logo

    Federação Internacional de Jornalistas classifica como 'censura' bloqueio de contas do RT

    CC0 / Pixabay
    Rússia
    URL curta
    10110
    Nos siga no

    Em entrevista à agência Sputnik, o presidente da Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) Philippe Leruth condenou nesta segunda-feira, o bloqueio de várias contas do Facebook ligadas ao canal de televisão RT. Leruth descreveu a medida como um ato de censura.

    "Fechar uma conta no Facebook ou qualquer link da Internet de um veículo de imprensa, sem aviso prévio, pode ser considerado como um ato de censura ao qual a IFJ se opõe", disse Leruth.

    Ele também enfatizou que "sempre que alguém considera que um veículo está espalhando notícias falsas, esta pessoa deve pedir uma retificação da informação. Se o veículo se recusar, há várias medidas possíveis, algumas delas no campo judicial. Fechar brutalmente qualquer link não respeita este modo normal de fazer as coisas, e por esta razão, condeno a medida como um ato de censura".

    Os comentários vieram depois que o Facebook suspendeu, sem aviso prévio, várias contas operadas pela Maffick Media, uma empresa de mídia da qual a Ruptly é uma das sócias. As contas foram apagadas após a CNN publicar uma reportagem mostrando os supostos laços da empresa com o Kremlin.

    Reagindo à decisão, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou em comunicado nesta segunda-feira que a decisão do Facebook de bloquear páginas relacionadas à RT era inaceitável, e a Rússia aguardava uma resposta da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). O ministério enfatizou que as ações do Facebook violaram os princípios internacionalmente aceitos de liberdade de expressão.

    No começo do dia, Margarita Simonyan, editora-chefe do Sputnik e da RT, disse que as plataformas de rede sociais estavam sendo usadas como ferramentas em "um confronto geopolítico".

    Tags:
    CNN, Sputnik, RT, Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), Kremlin, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Margarita Simonyan, Philippe Leruth, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar