22:12 23 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Ministério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou

    Chancelaria russa confirma cidadania britânica do americano acusado de espionagem

    © Sputnik / Natalia Seliverstova
    Rússia
    URL curta
    361

    Paul Whelan, detido na Rússia por acusação de espionagem, possui cidadania do Reino Unido, comunicou à Sputnik o Ministério das Relações Exteriores russo.

    "[Paul Whelan] tem cidadania britânica", afirmou um interlocutor da agência. 

    "O lado britânico solicitou uma visita consular, que está em processo", acrescentou.

    Anteriormente, a edição The Time comunicou que o norte-americano detido na Rússia, acusado de espionagem, tem também cidadania do Reino Unido. Segundo a mídia, funcionários da embaixada dos EUA em Moscou entraram em contato com colegas britânicos para avisá-los sobre a detenção de Whelan, além de comunicar que o homem possui nacionalidade britânica.

    Paul Whelan foi detido em Moscou no dia 28 de dezembro, de acordo com o Serviço Federal de Segurança (FSB, sigla em russo), "durante um ato de espionagem". Contra ele foi aberto um processo penal. De acordo com a legislação russa, o crime de que o suspeito é acusado prevê uma pena de 10 a 20 anos de prisão.

    O MRE russo assegura que a embaixada dos EUA em Moscou, em rigoroso cumprimento com a Convenção Bilateral Consular, foi avisada a tempo sobre a detenção do cidadão dos EUA. Um representante do Departamento de Estado dos EUA confirmou o aviso da Rússia.

    De acordo com o irmão de Paul, David Whelan, ele viajou para Moscou para participar de uma cerimônia de casamento. 

    Mais:

    Serviço Federal de Segurança russo detém cidadão americano suspeito de espionagem
    Serviço Federal de Segurança russo detém chefes de células terroristas
    FSB russo acaba com atividade de 'célula adormecida' do Daesh
    Tags:
    espião, Reino Unido, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik