09:25 26 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Sede do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) em Moscou

    Americano, suspeito de espionagem, é preso em Moscou

    © AFP 2019 / MAXIM MARMUR
    Rússia
    URL curta
    230

    O cidadão norte-americano, Paul Whelan, detido por suspeita de espionagem, teve sua prisão determinada pela Justiça, segundo informações à Sputnik do seu advogado, Vladimir Zherebenkov.

    "A Justiça decidiu manter ele preso… Hoje eu encaminhei uma apelação da decisão do Tribunal Lefortovo de Moscou sobre a medida restitiva. Eu solicito a sua liberdade sob fiança, cujo valor deve ser determinada pela própria justiça", explicou o advogado.

    Ele acrescentou que a fiança poderia ser paga pelos parentes do preso. Além disso, o próprio Whelan poderia ter os recursos disponíveis. No momento da detenção, o norte-americano teve dois cartões de banco confiscados, mas o seu defensor legal não soube especificar os valor a disposição do seu cliente no momento.

    Em 31 de dezembro de 2018, o Serviço Federal de Segurança (FSB) deteve em Moscou o cidadão norte-americano Paul Whelan por suspeita de espionagem. Um processo foi instaurado e um representante do Departamento de Estado dos EUA confirmou à Sputnik que Whelan é cidadão dos Estados Unidos.

    O ministério das Relações da Rússia também informou ter garantido o acesso consular ao Whelan, que foi visitado pessoalmente pelo embaixador dos EUA na Rússia, Jon Huntsman.

    Segundo a emissora CBC, que teria consultado o ministério das Relações Exteriores do Canadá, o suspeito também possui a cidadania canadense.

    Mais:

    EUA exigem retorno do americano suspeito de espionagem na Rússia
    Serviço Federal de Segurança russo detém cidadão americano suspeito de espionagem
    Estudante russa acusada de espionagem não vai se declarar culpada, avisa equipe de defesa
    Senado dos EUA autoriza a liberação do depoimento de russa acusada de espionagem
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar