03:01 20 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, em visita a Magnitogorsk, onde um edifício residencial desabou parcialmente deixando ao menos 7 mortos. Uma explosão de gás foi a causa do acidente.

    Putin presta condolências às famílias de vítimas do desabamento em Magnitogorsk

    Assessoria de imprensa da presidência
    Rússia
    URL curta
    240

    O presidente russo, Vladimir Putin, prestou condolências aos familiares das vítimas que morreram após um desabamento em Magnitogorsk nesta segunda-feira (31). Putin chegou à cidade mais cedo e inspecionou pessoalmente o local do desabamento.

    "Hoje, 31 de dezembro, às vésperas do feriado, infelizmente, aqui em Magnitogorsk, uma tragédia como essa ocorreu. Em primeiro lugar, gostaria de expressas minhas condolências às famílias das vítimas e assegurar a todos que foram afetados que tudo será feito para apoiá-los", disse Putin em um encontro da sede operacional do Ministério das Emergências.

    Um edifício residencial colapsa na Rússia após explosão de gás
    © Sputnik / Ministério para Situações de Emergência da Rússia
    De acordo com informações preliminares, às 6:00, no horário local (23:00 no horário de Brasília), uma explosão de gás natural ocorreu em um dos blocos de um edíficio de Magnitogorsk, danificando 48 apartamentos. Ao menos 7 pessoas foram mortas pelo acidente e diversas pessoas foram resgatadas dos escombros.

    Ainda não se sabe sobre outras 35 pessoas desaparecidas, enquanto outras 5 pessoas, com diversos graus de ferimentos, de acordo com o Ministério de Emergências da Rússia.

    Mais:

    Forças Armadas da Rússia são as mais avançadas e mais eficazes, indica ministro da Defesa
    Ucrânia decide fechar locais de votação na Rússia
    Violações de cessar-fogo são constatadas pela Rússia em zona de desescalada na Síria
    Putin volta a dizer que a Rússia está 'aberta ao diálogo' com os EUA
    Vulcão lança coluna de cinzas de 6 km na Rússia (FOTO, VÍDEO)
    Tags:
    desabamento, explosão de gás, Ministério de Emergências da Rússia, Vladimir Putin, Magnitogorsk, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik