12:40 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Cidadã russa Maria Butina, presa nos Estados Unidos em 15 de julho de 2018 sob suspeita de espionagem

    Pai de russa acusada de espionagem diz que filha não admitirá crimes que não cometeu

    Facebook / Maria Butina
    Rússia
    URL curta
    0 30

    Maria Butina, nacional russa detida nos Estados Unidos por suspeita de espionagem, não admitirá nenhum crime que não tenha cometido ou nem endossará acusações contra qualquer outra pessoa em um possível acordo com promotores dos EUA, disse o pai de Maria, Valery Butin à RT.

    "Sob qualquer acordo, haja ou não, ela não dará provas falsas contra ninguém, incluindo ela mesma, e nem se declarará culpada de crimes que não cometeu", disse Valery Butin.

    O pai de Maria acrescentou que não tinha todos os detalhes sobre a próxima audiência da filha, embora soubesse que algumas informações sobre o possível acordo poderiam ser apresentadas no dia.

    "Maria Butina estava estudando na universidade. Ela não estava envolvida em nenhuma atividade disfarçada", disse o pai de Butina.

    No início do dia, a imprensa dos EUA informou que Butina concordou em cooperar com as autoridades como parte de um acordo feito com os promotores. Ela deve se declarar culpada de acusações de conspiração. Butina, presa em meados de julho, já se declarou "inocente" das acusações de atuar como agente estrangeira e conspirar para atuar como agente da Federação Russa nos Estados Unidos.

    A Rússia criticou fortemente o governo dos EUA por deter Butina e descreveu as acusações contra ela como "claramente infundadas".

    Tags:
    Valery Butin, Maria Butina, Rússia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar