05:36 12 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente russo, Vladimir Putin

    Putin: Poroshenko cria habilmente provocações para responsabilizar Rússia

    © Sputnik / Aleksei Druzhinin
    Rússia
    URL curta
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)
    3100

    O presidente russo, Vladmir Putin, afirmou nesta quarta-feira (5) que não responde às tentativas do presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, de falar com ele ao telefone por não querer participar de sua campanha eleitoral e da combinação evidente relacionada à provocação ucraniana no estreito de Kerch.

    "Não é que eu simplesmente evite ou não queira falar com Pyotr [Poroshenko], não é isso", afirmou Putin, quando lhe foi pedido por jornalistas para comentar a ausência de uma conversa telefônica com Poroshenko, solicitada pelo lado ucraniano.

    Os navios da Marinha ucraniana Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu detidos pela guarda fronteiriça da Rússia após terem violado a fronteira
    © Sputnik / Assessoria de imprensa da guarda fronteiriça do Serviço Federal de Segurança da Rússia na Crimeia
    "É que eu não quero participar de sua campanha eleitoral", explicou.

    De acordo com ele, o presidente ucraniano cria habilmente situações de crise e provocações para responsabilizar por elas a Rússia, e depois ele quer demonstrar que é "capaz de resolver com êxito os problemas surgidos".

    "Esta é uma combinação evidente, eu não quero e não vou participar destas combinações", ressaltou o líder russo.

    No dia 25 de novembro, três navios da Marinha ucraniana — Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu — atravessaram a fronteira da Rússia, violando assim o direito marítimo. Os navios entraram em uma zona aquática temporariamente encerrada e efetuaram manobras perigosas, ignorando as advertências da Guarda Costeira russa.

    O lado russo se viu obrigado a usar armas. Em seguida, todos os navios ucranianos foram apreendidos e as tripulações foram detidas. A Rússia abriu um processo criminal por violação da fronteira.

    Em 26 de novembro, a Suprema Rada (parlamento ucraniano) aprovou a imposição da lei marcial em 10 regiões da Ucrânia por 30 dias.

    Posteriormente, Vladimir Putin qualificou as ações da Marinha ucraniana como uma provocação organizada por Pyotr Poroshenko.

    Tema:
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)

    Mais:

    Rússia controla Trump? Porta-voz de Putin chama ideia de 'bobagem' e 'caça às bruxas'
    Crise com a Ucrânia continuará enquanto 'partido da guerra' estiver no poder, diz Putin
    Putin afirma ter conversado informalmente com Trump no G20
    Tags:
    provocação, Pyotr Poroshenko, Vladimir Putin, estreito de Kerch, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik