10:10 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Rússia e Ucrânia

    Chanceler ucraniano defende que seus cidadãos abram mão do passaporte russo

    © Sputnik / Konstantin Chalabov
    Rússia
    URL curta
    408

    O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Pavel Klimkin, declarou que, na situação atual, não se pode sequer falar em dupla cidadania com a Rússia.

    A Constituição ucraniana proíbe a nacionalidade dupla ou múltipla. Assim, obter a nacionalidade de outro país por opção pode ser motivo para perder a nacionalidade ucraniana.

    "Aqueles que têm passaportes russos, que os entreguem,e outros, bem, vamos conversar", disse Klimkin. 

    Ele ressaltou que as condições para ter dupla cidadania devem ser claras e é certo que os comandantes militares não poderão tê-las, sua posse não lhes permitirá ocupar certas posições.

    O chanceler disse que a discussão sobre a possibilidade de ser nacional de vários países está em andamento.

    "No entanto, não podemos nem falar sobre a dupla cidadania com a Rússia quando estamos de fato em guerra", disse ele.

    Em 2015, o parlamento da Ucrânia classificou a Rússia um país agressor, acusando-a de interferência nos assuntos internos do país e de participação direta no conflito em Donbass.

    Moscou repetidamente insistiu que não faz parte do conflito interno ucraniano e que está interessada na supreação da crise do país vizinho para superar o quanto antes. 

    Mais:

    Rússia pagará caro se decidir atacar Ucrânia, avisa presidente ucraniano
    Ucrânia suspeita que Rússia esteja posicionando armas nucleares na Crimeia
    Pompeo alega que Rússia 'não provou ser útil na Ucrânia e Síria'
    Presidente da Ucrânia assina decisão de romper tratado de amizade com Rússia
    Tags:
    conflito, nacionalidade, passaporte, Pavel Klimkin, Donbass, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik