14:18 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Man uses the dating app Tinder

    Parlamentar polêmica pede que aplicativos como Tinder sejam proibidos na Rússia

    © AP Photo / Tsering Topgyal, File
    Rússia
    URL curta
    0 41

    Sites e aplicativos de namoro devem ser bloqueados, pois estão cheios de vigaristas e pessoas que procuram sexo casual, disse Tamara Pletnyova, presidente da Comissão de Assuntos da Família, Mulheres e Crianças da Duma (Câmara Baixa russa).

    "Eu apoiaria totalmente a limitação do acesso a plataformas de namoro online", afirmou Pletnyova no Parlamento na última quinta-feira, acrescentando que tal medida protegeria as relações "normais" entre homens e mulheres.

    A parlamentar de 70 anos relembrou sua juventude quando "as pessoas se conheciam no transporte [público], nas ruas, em festas de dança, mas isso não significava que elas se casassem imediatamente".

    "E agora, o que? Você aperta o botão e, se houver uma correspondência, significa 'vamos lá', certo?", questionou a membro do Partido Comunista.

    Pletnyova foi ainda mais longe, dizendo que a internet como um todo deveria ser restrita porque "tudo de ruim é tirado de lá por nossas crianças, jovens e até idosos, que também estão sentados lá. Há difamação e mentiras. As pessoas acham que é um lugar onde alguém pode falar mal de ninguém e nunca ser responsabilizado por isso".

    Políticos discordam

    No entanto, os pontos de vista dela não receberam apoio dos colegas deputados, com Anton Gorelkin, membro do Partido Unido da Rússia, protegendo vigorosamente o namoro online.

    "Estudos mostram que até 30% dos casamentos na Rússia são originários de sites de namoro. Se nós acabarmos com eles — o que restará?", destacou.

    Os encontros no transporte público não devem ser idealizados como "agora, no século 21, muitos trabalham em casa ou dirigem carros particulares. Deveriam ser condenados à solidão por causa disso?", argumentou o político de 36 anos.

    De acordo com o parlamentar do Partido Unido da Rússia, aqueles que querem sexo casual vão a bares e boates, enquanto "a maioria dos visitantes de sites de namoro está procurando por amor e um relacionamento sério".

    Gorelkin expressou a crença de que o Parlamento "deve discutir maneiras de melhorar os sites de namoro, incluindo a prevenção de roubos e roubos de dados pessoais, em vez de bani-los".

    Pletnyova já enfrentou críticas por suas opiniões marginais no início deste verão, quando, pouco antes do início da Copa do Mundo na Rússia, ela alertou as mulheres locais contra o sexo com homens estrangeiros durante o torneio.

    "Haverá as meninas que se encontrarão [com homens] e ficarão grávidas? Talvez sim, talvez não, eu espero", disse ela, sugerindo que as crianças nascidas de tais relações "sofrerão" por serem criadas por mães solteiras.

    Mais:

    Israel acusa Hamas de espionar soldados através de aplicativos falsos de namoro
    Segredos sexuais de 400 milhões de usuários vazados de sites de namoro
    Tags:
    comportamento, namoro, amor, relacionamentos, Partido Comunista, Anton Gorelkin, Tamara Pletnyova, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik