21:08 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    5101
    Nos siga no

    Dezesseis aeronaves estrangeiras foram detectadas durante as atividades de reconhecimento perto da fronteira russa nos últimos sete dias, mostrou na sexta-feira um infográfico publicado pelo jornal oficial das Forças Armadas russas, Krasnaya Zvezda.

    Os caças russos foram embaralhados quatro vezes para impedir que aviões estrangeiros invadissem a última semana, mostraram os dados. O espaço aéreo russo não foi violado, de acordo com a tomada.

    O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse na quarta-feira que a Otan aumentou significativamente suas atividades de reconhecimento nos países bálticos e no Mar Negro.

    "Foi registrado um aumento significativo na atividade de reconhecimento da OTAN nos Bálticos e na região do Mar Negro. Somente este ano, as aeronaves das Forças Aeroespaciais da Rússia foram alertadas para interceptar possíveis infratores da fronteira do estado mais de 120 vezes", afirmou o ministro durante um painel militar conjunto Rússia-Bielorrússia.

    Nos últimos anos, os membros da OTAN têm aumentado sua escalada militar na Europa Oriental e nos países bálticos, citando a necessidade de proteção contra a suposta agressão russa.

    Moscou afirmou repetidamente que nunca atacaria nenhum aliado da Otan. De acordo com o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, a aliança militar ocidental está ciente desta posição russa, mas usa alegada agressão russa como pretexto para impulsionar a sua construção militar perto das fronteiras russas.

    No entanto, uma fonte de segurança disse ao Sputnik que a vigilância russa indica que as tecnologias stealth não são eficazes contra as defesas aéreas russas.

    Tags:
    fronteiras russas, espiões, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar