08:53 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Valentina Matvienko, presidente do Conselho da Federação da Rússia

    Corrida armamentista: Rússia vai responder à saída dos EUA do Tratado INF, diz senadora

    © Sputnik / Ekaterina Chesnokova
    Rússia
    URL curta
    Provável saída dos EUA do Tratado INF (23)
    7120

    Se os Estados Unidos formalizarem a retirada do Tratado INF de mísseis de médio e curto alcance, a Rússia dará uma resposta adequada, garantiu a presidente do Senado russo, Valentina Matvienko.

    "A retirada dos EUA deste tratado lança uma corrida armamentista e, embora [a saída] não seja nossa iniciativa, podemos defender nossos interesses, encontraremos a resposta certa", afirmou ela a repórteres.

    Matvienko enfatizou que Washington decidiu deixar o Tratado INF unilateralmente, sem discutir as consequências deste passo com especialistas ou explicar suas demandas à Rússia.

    "É uma decisão catastrófica que prejudica o sistema internacional de estabilidade", analisou.

    Em 20 de outubro, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que seu país abandonaria o Tratado INF, alegando violações do acordo pela Rússia.

    Mais tarde, o presidente estadunidense acrescentou que os EUA aumentarão suas capacidades nucleares até que outros países, como a Rússia e a China, "retomem a razão".

    Moscou afirmou que essas alegações causam preocupação, já que a medida tornará o mundo mais perigoso.

    Mais cedo nesta quarta-feira, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a intenção dos EUA de sair do Tratado INF deve seu "desejo de se envolver em uma corrida armamentista".

    O Tratado INF, assinado por Washington e Moscou em 1987, não tem data de expiração e proíbe as partes de ter mísseis balísticos terrestres ou mísseis de cruzeiro com um alcance de 500 a 5.500 quilômetros.

    A Rússia e os EUA acusaram-se repetidamente de desenvolver sistemas que violam este pacto.

    Tema:
    Provável saída dos EUA do Tratado INF (23)

    Mais:

    Análise: saída de Trump do INF pode pôr bases dos EUA na Europa na mira de mísseis russos
    Tratado INF impede EUA de terem supremacia sobre China no oeste do Pacífico?
    Rússia pode reaver presença militar nas Américas caso Trump saia do Tratado INF?
    Tags:
    retaliação, armas nucleares, Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF), Dmitry Peskov, Donald Trump, Valentina Matvienko, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik