22:02 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente da Síria, Bashar Assad, conversa com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, em 20 de novembro de 2017

    Putin: tropas russas sairão da Síria se governo quiser

    © Sputnik / Mikhail Klimentiev
    Rússia
    URL curta
    4200

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que as tropas de seu país deixarão a Síria quando a guerra terminar e Damasco pedir para que saiam do país.

    Falando em uma conferência sobre energia em Moscou, Putin afirmou que todas as tropas estrangeiras devem deixar a Síria assim que acabarem as hostilidades. Perguntados se a Rússia gostaria de deixar o país também, Putin disse que a Rússia o faria caso isso fosse solicitado pelo governo da Síria.

    O Kremlin critica o envolvimento do Exército dos EUA na Síria e aponta que a presença dos norte-americanos no território sírio não é autorizada pela ONU ou pelo próprio governo local.

    A Rússia interveio na guerra da Síria em 2015 para dar suporte ao governo de seu aliado, o presidente Bashar Assad, e ajudou o governo sírio a retomar boa parte dos territórios que estavam sob comando de rebeldes.

    Mais:

    Rússia vai proteger suas cidades com novos sistemas de defesa antimísseis
    Rússia registrou mais de 40 lançamentos de foguetes e ICBMs em 2018
    Ministro da Defesa: Rússia conclui entregas de sistemas de defesa aérea S-300 à Síria
    Qual seria a consequência de bloqueio marítimo contra Rússia? Mídia austríaca responde
    Tags:
    Guerra da Síria, ONU, Kremlin, Vladimir Putin, Bashar Assad, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik