22:13 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    O pôr do sol em Moscou, na foto: visitantes do parque moscovita Zaryadye

    Moscou sobre últimas sanções dos EUA: 'Brincar com fogo pode ser perigoso'

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Rússia
    URL curta
    13381

    Em comunicado na página do site do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, o vice-ministro russo do Exterior, Sergei Ryabkov, pronunciou-se sobre o aumento da tensão nas relações causado pela introdução de novas sanções impostas por Washington a Moscou, que colocam em perigo a estabilidade mundial.

    "Continuamos a observar como os Estados Unidos estão praticando a introdução de sanções contra nosso país. Parece que isso se transformou em uma espécie de diversão nacional", disse Ryabkov.

    "Recomendamos aos que controlam a máquina sancionadora de Washington que se familiarizem, mesmo que superficialmente, com nossa história, para que deixem de perder tempo. Seria bom recordar também de um conceito como o da estabilidade global, que eles sem pensar desequilibraram ao aumentar a tensão nas relações russo-americanas […] É burrice brincar com fogo, já que isso pode ser perigoso", ressaltou.

    Na quinta-feira (20), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou sobre a incorporação na lista negra de 33 personalidades e entidades pertencentes ao complexo militar industrial da Rússia e à Inteligência do país.

    Enquanto a Rússia vem reagindo à decisão dos Estados Unidos de ativar novas sanções contra seu país, uma "indignação extrema" se gerou em Pequim.

    Segundo declarou o porta-voz da chancelaria chinesa, Geng Shuang, nesta sexta-feira (21) em coletiva de imprensa, as ações americanas "violam os princípios das relações internacionais", adicionando que tais medidas sancionadoras não afetaram a sua cooperação estratégica com a Rússia.

    Mais:

    EUA adotam sanções contra China pela compra de armamentos russos
    Trump dá poderes ao Tesouro dos EUA para impor sanções contra Rússia
    Rússia usará sanções do Conselho de Segurança para combater Daesh no Afeganistão
    Rússia: EUA controlaram Conselho de Segurança da ONU com sanções contra Coreia do Norte
    Tags:
    tensões, aumento, EUA, sanções, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik