04:04 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Lançamento de um míssil antissubmarino RBU-600

    Sob o olhar da OTAN, Forças Armadas russas concluem exercícios no Mediterrâneo

    © Sputnik / Igor Zarembo
    Rússia
    URL curta
    8251

    A Marinha russa realizou neste sábado exercícios usando os lançadores de foguetes antissubmarinos RBU-6000 e as cargas de profundidade como parte dos exercícios militares em grande escala no mar Mediterrâneo.

    Os navios também praticaram ataques a alvos de maquete e vigilância submarina.

    "Tais exercícios são necessários para entender até que ponto estamos preparados para usar novos equipamentos instalados em nossos navios", disse o capitão Andrei Soloshin, chefe de gabinete das embarcações envolvidas nos treinos, à Sputnik.

    Um navio da OTAN observou as manobras a partir das 12 milhas de distância.

    Os exercícios militares de larga escala que duraram uma semana começaram em 1º de setembro com a participação de mais de 25 navios das Frotas do Norte, Báltica, Mar Negro e da Flotilha Cáspio, além de 30 aeronaves navais.

    Segundo militares da Marinha Russa e da Força Aeroespacial, os exercícios atendem aos padrões internacionais.

    "Quero enfatizar que não houve violações das regras da lei do mar, nem do espaço aéreo pelos participantes das manobras", afirmou o comandante da Marinha russa, Vladimir Korolyov.

    O militar destacou que durante os exercícios todos os objetivos declarados foram cumpridos.

    Mais:

    Força de Operações Especiais russa realiza manobras no Mediterrâneo
    2 bombardeiros russos Tu-160 realizam exercícios no Mediterrâneo
    General sírio desvenda objetivo escondido das manobras russas no Mediterrâneo
    Tags:
    exercícios navais, exercícios militares, Marinha da Rússia, OTAN, Vladimir Korolyov, Andrei Soloshin, mar Mediterrâneo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik