03:48 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Satellite. (File)

    Ministra da Defesa francesa acusa a Rússia de espionar satélite militar franco-italiano

    CC0
    Rússia
    URL curta
    7312

    A ministra da Defesa da França, Florence Parly, acusou a Rússia de cometer "um ato de espionagem" em 2017, alegando que um satélite russo se aproximava do satélite franco-italiano Athena-Fidus na tentativa de interceptar suas comunicações.

    "Enquanto Athena-Fidus girava calmamente acima da Terra, um satélite aproximou-se dele de perto, tão perto que alguém poderia realmente acreditar que estava tentando interceptar nossas comunicações. Tentar escutar as comunicações de seus vizinhos é não apenas uma ação hostil, mas um ato de espionagem ", disse a ministra da Defesa francesa, Florence Parly, referindo-se a um satélite russo Luch, também conhecido como Olymp.

    A ministra fez seus comentários durante seu discurso no Centro Nacional Francês de Estudos Espaciais, na cidade de Toulouse.

    Em 2015, a imprensa informou que um satélite Luch havia abordado de perto dois satélites da empresa Intelsat, gerando preocupações de sua liderança.

    Além disso, o Departamento de Defesa dos EUA teria realizado reuniões confidenciais sobre essa questão.

    Comentando sobre os relatórios de 2015, Ivan Moiseyev, chefe do Instituto de Políticas Espaciais da Rússia disse que a probabilidade de colisão entre os satélites nesta situação era extremamente pequena, acrescentando que Luch era um satélite transmitindo dados de espaçonaves para a Terra.

    Tags:
    Luch, Athena-Fidus, Intelsat, Instituto de Políticas Espaciais da Rússia, Departamento de Defesa dos EUA, Centro Nacional Francês de Estudos Espaciais, Ivan Moiseyev, Florence Parly, Rússia, Itália, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik