03:10 12 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Vista de Sevastopol da janela do avião

    Revista norte-americana exclui quaisquer chances da Ucrânia reaver Crimeia

    © Sputnik / Vitaliy Belousov
    Rússia
    URL curta
    4321

    As autoridades ucranianas não possuem quaisquer chances de reaver a Crimeia, acredita um escritor da revista norte-americana The National Interest.

    "A Crimeia se tornou parte do Império Russo após ser conquistada da Turquia há mais de dois séculos e permaneceu sendo russa dentro da União Soviética até 1954", escreveu.

    Segundo o escritor, a maior parte da população da Crimeia é constituída por russos, que desejavam se reunificar ao país. Devolver a península da Crimeia a Kiev sem consentimento de seus moradores seria um erro, acredita o jornalista.

    Bandow recordou também as palavras do jornalista do The Washington Post, Christian Caryl, de que a "Crimeia pertence à Ucrânia".

    "Não, ela pertence aos moradores da Crimeia", reforçou.

    De acordo com o autor do artigo, hoje em dia aqueles que moram na Crimeia são russos, portanto, possuem o direito de veto na questão da pertinência territorial da península. 

    "Não podem ser entregues de um lado para outro como um bushel de trigo", assinalou Bandow.

    A NI escreveu que no Ocidente muitos continuam insistindo que a península faz parte da Ucrânia, esperando concessões de Moscou. De acordo com Bandow, "hoje em dia, a Ucrânia não tem nenhuma chance de recuperar a Crimeia".

    Doug Bandow acredita que a península não vá ser entregue à Ucrânia nem pelo atual presidente da Rússia, Vladimir Putin, nem pelos seus sucessores.

    "Até mesmo os críticos de Putin reconhecem que a Crimeia se tornou para sempre parte da Rússia", concluiu Doug Bandow.

    A Crimeia se reunificou à Rússia em 2014 depois de um referendo no qual mais de 90% dos residentes votaram pela reunificação. No entanto, Kiev ainda considera a península como território ucraniano. As autoridades russas ressaltaram inúmeras vezes que a reunificação ocorreu de forma legal, de acordo com as leis internacionais.

    Mais:

    Chefe do Parlamento da Crimeia alerta sobre ameaça terrorista nas fronteiras da Rússia
    Crimeia contra-ataca proposta da Ucrânia de destruir ponte russa
    Deputado ucraniano apela a 'aliados' a destruir Ponte da Crimeia
    Tags:
    península, Ucrânia, Rússia, Crimeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik