15:10 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    A staff worker walks past the national flags of Brazil, Russia, China, South Africa and India before a group photo during the BRICS Summit at the Xiamen International Conference and Exhibition Center in Xiamen, southeastern China's Fujian Province, China September 4, 2017

    Vice-chanceler russo confirma aliança dos BRICS para combater dólar

    © REUTERS / Wu Hong/Pool
    Rússia
    URL curta
    8260

    Os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) estão trabalhando para enfraquecer a posição dominante dos EUA nas finanças globais. A declaração é do vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, em entrevista a canal televisivo russo.

    "Precisamos encontrar métodos para mobilizar a comunidade internacional e torná-la mais resistente a essa tendência", disse o vice-ministro, referindo-se aos abusos de Washington sobre a posição privilegiada do dólar como moeda de reserva.

    De acordo com Ryabkov, a situação atual é o resultado da "negligência por parte do resto da comunidade internacional", que não previa a possibilidade de que as elites políticas dos EUA começassem a abusar dessa posição em detrimento de outros países.

    O vice-ministro disse que muitas nações, incluindo a própria Rússia, já foram sentidos os efeitos deste abuso e foi enfatizada a conclusão de que "é necessário diversificar as moedas de reserva mundiais, expandir o comércio em outras moedas, adotar esquemas que se esquivam dos bancos americanos".

    Ao mesmo tempo, Ryabkov observou que "é impossível ignorar o status dos EUA como superpotência, também no campo das finanças, de modo que esforços comuns são necessários para mudar a situação". De acordo com o diplomata, os BRICS são uma das ferramentas para conseguir isso.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik