15:04 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O parque Zaryadye em Moscou, Rússia.

    Time escolhe 'Central Park' de Moscou como um dos 100 lugares mais fantásticos do mundo

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Rússia
    URL curta
    0 70

    A revista semanal americana Time incluiu o parque Zaryadye, localizado no coração da capital russa, na lista anual de Lugares Mais Fantásticos do Mundo.

    A lista apresenta 100 locais de interesse, restaurantes e hotéis localizados em todo o mundo. De acordo com a Time, editores, correspondentes e especialistas do setor forneceram suas indicações, que foram avaliadas "com base em fatores-chave, incluindo qualidade, originalidade, inovação, sustentabilidade e influência".

    "Grandes parques públicos foram a principal característica das cidades soviéticas, centrais, mas também imponentes e formais. Não há nada como Zaryadye, o primeiro parque público de grande escala de Moscou em 50 anos. Com um design liderado por Diller Scofidio + Renfro, os arquitetos norte-americanos da High Line de York, o parque possui uma sala de concertos, uma caverna de gelo e uma ponte em forma de bumerangue em balanço sobre o rio Moscou", escreve a revista.

    Os visitantes do novo parque de natureza e ambiente Zaryadye em Moscou, tendo como pano de fundo a Torre Spasskaya e a Catedral de São Basílio
    © Sputnik / Vladimir Sergeev
    Os visitantes do novo parque de natureza e ambiente Zaryadye em Moscou, tendo como pano de fundo a Torre Spasskaya e a Catedral de São Basílio

    Cerca de 10 milhões de pessoas visitaram o parque desde a sua inauguração em setembro de 2017, segundo o site.

    Zaryadye é o único local russo incluído na lista. O parque, que fica ao lado da famosa Praça Vermelha de Moscou, tem um território que abrange quase 78 mil metros quadrados. Tornou-se popular entre moscovitas e turistas, devido às suas várias atrações.

    Tags:
    High Line, Time, Diller Scofidio, Praça Vermelha de Moscou, Rússia, Moscou, Parque Zaryadye
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik