16:32 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Policiais investigando o caso do ex-espião russo Sergei Skripal, em Salisbury (Inglaterra), 13 de março de 2018

    Chanceler russo: acusações contra Rússia de envenenamento de Skripal são absurdas

    © AP Photo /
    Rússia
    URL curta
    820

    O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, qualificou como absurdas as acusações por parte do Departamento de Estado dos EUA contra a Rússia sobre o envenenamento dos Skripal.

    "No que se refere à não aprovação do último ato divulgado pelo Departamento de Estado norte-americano, creio que aqueles que conhecem ao menos um pouco o caso Skripal percebem todo o absurdo da afirmação apresentada no documento oficial do departamento, referindo que os EUA teriam estabelecido que foi precisamente a Rússia a culpada do incidente em Salisbury", afirmou o chanceler, respondendo a perguntas de jornalistas.

    Lavrov comentou também a possibilidade de introdução de novas sanções dos EUA contra a Rússia, caso a última não cumpra as condições norte-americanas, referindo que a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) confirmou que o processo de desarmamento químico na Rússia foi completado.

    O chanceler assinalou que, conforme as declarações de Washington, em três meses após a introdução do primeiro pacote de sanções antirrussas, a Rússia deveria apresentar uma garantia de que mudaria sua postura e concordaria com visitas de inspetores internacionais às fábricas químicas russas.

    "No âmbito da OPAQ, já há três anos que recebemos a confirmação, baseada em todas as inspeções possíveis, de que o processo de desarmamento químico na Federação da Rússia tinha sido completado. Em um prazo similar, os EUA deveriam ter feito o mesmo. Mas pediram para adiar até o início dos anos 20. Sendo assim, seria melhor apontar que onde existem problemas com o desarmamento químico é nos EUA", frisou.

    Em 4 de março de 2018, conforme as autoridades britânicas, na cidade de Salisbury foram encontrados envenenados o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia. O incidente acabou por desencadear um escândalo à escala internacional.

    A parte britânica insistiu que o envenenamento foi um atentado contra a vida do ex-espião perpetrado por agentes russos. No entanto, a Rússia nega qualquer participação desse ato.

    No dia 8 de agosto, os EUA, que apoiaram o Reino Unido, anunciaram novas sanções contra a Rússia devido ao alegado uso pelo país de uma arma química em Salisbury.

    Mais:

    Embaixada da Rússia critica novas sanções dos EUA por envenenamento dos Skripal
    Yulia Skripal pretende voltar para a Rússia
    Embaixador: Reino Unido não tem bases para acusar Rússia de ter envenenado Skripal
    Tags:
    acusações, OPAQ, Sergei Skripal, Sergei Lavrov, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik