10:23 15 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Ponto de controle Armyansk, na fronteira entre a Ucrânia e a Rússia, na península da Crimeia (foto de arquivo)

    Serviços fronteiriços da Crimeia frustram 2 tentativas de transportar munições da Ucrânia

    © Sputnik / Andrei Iglov
    Rússia
    URL curta
    391

    A guarda fronteiriça preveniu duas tentativas de contrabando de munições da Ucrânia para a Crimeia, informa a direção de fronteiras da Crimeia do Serviço Federal de Segurança da Rússia.

    Em um só dia, nos postos de fronteira de Armyansk e Perekop, os guardas-fronteira apreenderam três dezenas de cartuchos de diferentes calibres. Em particular, parte dos cartuchos foi descoberta no automóvel de um cidadão ucraniano que se dirigia de Nikolaev para Sevastopol.

    "No decorrer da inspeção do carro, de modelo estrangeiro, com ajuda de um cachorro de serviço, no bolso lateral do porta-malas, no porta-luvas e no bolso do lugar do passageiro da frente foram encontrados mais de 20 cartuchos de calibre 9 e 12 mm, embalados em sacos de plástico", disse o comunicado.

    Na mesma noite, no posto de fronteira de Perekop, no decurso da inspeção do carro de uma cidadã ucraniana que se dirigia de Krivoy Rog para Yalta, foi apreendido um cartucho de combate aparentemente de calibre 7,62 mm. Todas as munições foram entregues aos serviços de peritagem.

    Segundo os dados do departamento, desde o início do ano nos postos da fronteira russo-ucraniana da Crimeia foram apreendidas 150 unidades das armas e munições, a maior parte das quais, de acordo com os proprietários, havia sido esquecida por acaso no salão ou porta-malas do automóvel.

    Mais:

    'Doping' para Forças Armadas da Ucrânia: EUA financiam exército para compra de armas
    Por que Crimeia e Donbass não poderiam ser retomados à força? Político ucraniano explica
    Ucrânia lança novas munições no padrão OTAN
    Deputada ucraniana encontra maneira de tirar Crimeia da Rússia
    Tags:
    fronteira, munição, Crimeia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik