15:45 18 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante coletiva de imprensa com seu homólogo russo, Vladimir Putin

    Putin: em alguns aspetos, relações com EUA estão em condição pior que na Guerra Fria

    © REUTERS / Grigory Dukor
    Rússia
    URL curta
    150

    Após um recente encontro com seu homólogo norte-americano, Donald Trump, o presidente da Rússia, Vladimir Putin comentou as tendências nas relações entre os dois países.

    "A Rússia está aberta a desenvolver contatos com os EUA em uma base de benefícios mútuos e de direitos iguais. Não somente os nossos povos precisam disso, mas o mundo inteiro também, uma vez que, sendo as maiores potências nucleares, temos uma responsabilidade especial de garantir a estabilidade estratégica e segurança", assinalou Putin em seu pronunciamento em uma reunião de embaixadores e representantes do Ministério das Relações Exteriores russo.

    Vladimir Putin indicou também que, em geral, seu encontro com Donald Trump foi bem sucedido, dando início a mudanças positivas nas relações bilaterais, embora várias forças em Washington pretendam desaprovar os resultados da cúpula.

    De acordo com o presidente russo, "apesar de todas de diferenças de visão", ambos concordaram que "em várias esferas, as relações russo-americanas estão em uma condição extremamente insatisfatória, até pior que durante a Guerra Fria".

    "Claro que seria algo ingénuo acreditar que os problemas acumulados em muitos anos seriam resolvidos em algumas horas, ninguém esperava isso, porém, acho que o caminho para essas alterações positivas foi aberto", adicionou Putin.

    O líder russo qualificou os adversários da Rússia nos EUA como pessoas poderosas e fortes, dado que são capazes de "impingir" histórias "dificilmente aceitáveis em termos de lógica" a milhões de seus cidadãos.

    "Sempre nos disseram que as pessoas que trabalham para o governo, nos interesses do país, antes de mais devem pensar nestes interesses e sempre colocá-los acima de tudo, mas isso não é assim. Nos EUA, pelo visto, há forças que colocam os seus interesses de grupo ou de partido acima dos de toda a nação", apontou Putin.

    Além disso, Vladimir Putin destacou que os dois lados devem começar a trabalhar para prorrogar o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (START III), já que o documento expira em 2021.

    Segundo ele, os que se opõem à restauração das relações entre a Rússia e os EUA estão prontos para sacrificar até mesmo as questões de segurança de seu país.

    "O START III expira em 2021 […] Caso hoje, agora mesmo, não se comece a trabalhar para prorrogá-lo, daqui a um ano e meio ele deixará de existir", ressaltou o líder russo. 

    Mais:

    Rússia fará o possível para libertar cidadã russa detida nos EUA, diz embaixador
    Rússia se livrou de pelo menos um terço dos títulos do Tesouro dos EUA
    Trump diz que Rússia e EUA estão com vários 'posicionamento semelhantes'
    Tags:
    relações bilaterais, Donald Trump, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik