21:03 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    O Presidente da Federação da Rússia Vladimir Putin e seu homólogo dos EUA Donald Trump

    Crise com governo Trump é culpa da luta interna em Washington, afirma Putin

    © AFP 2018 / Odd Andersen, Jim Watson
    Rússia
    URL curta
    250

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quarta-feira em conversações com o conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, que sua visita deu esperanças para os primeiros passos em direção à restauração da relação bilateral.

    "A Rússia nunca procurou confronto, espero que possamos discutir hoje o que poderíamos fazer em ambos os lados, a fim de restaurar as relações abrangentes com base na igualdade e respeito uns aos outros", afirmou Putin em reunião com Bolton.

    "Sua visita a Moscou nos dá esperança de que podemos dar pelo menos os primeiros passos para restaurar relações abrangentes entre nossos países", acrescentou o presidente russo.

    Putin ressaltou que a deterioração das relações Rússia-EUA foi causada por uma luta política interna em Washington.

    "No início de nossas conversas, tenho que observar com pesar que as relações Rússia-EUA não estão exatamente na melhor forma. Eu tenho repetidamente dito isso publicamente e gostaria de repeti-lo na reunião com vocês que isso se deve em grande parte a feroz luta política interna nos próprios Estados Unidos", avaliou.

    Há uma grande expectativa de que um encontro entre Putin e Trump seja anunciado em breve – seria uma das missões de Bolton em sua viagem até Moscou. A estimativa é que os dois líderes possam se encontrar em algum ponto de julho, quando o presidente dos EUA irá para Europa.

    Mais:

    Kremlin só vai confirmar reunião de Putin e Trump quando detalhes estiverem prontos
    Reunião entre Trump e Putin à vista
    'Ignoramos isso': assessores de Trump sabotam encontro com Putin?
    Tags:
    disputa política, diplomacia, relações bilaterais, John Bolton, Donald Trump, Vladimir Putin, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik