02:01 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Tanque russo na Ossétia do Sul (foto de arquivo)

    EUA solicitam que Rússia 'retire forças' da Abkházia e Ossétia do Sul

    © Sputnik / Said Gutsiev
    Rússia
    URL curta
    291159
    Nos siga no

    Washington vem condenando os planos do governo sírio de estabelecer relações diplomáticas com as duas regiões que decidiram se separar da Geórgia - Abkházia e Ossétia do Sul, solicitando que a Rússia retire suas forças destes territórios, afirmou o Departamento do Estado dos EUA.

    "Estas regiões fazem parte da Geórgia. A posição dos EUA em relação à Abkházia e à Ossétia do Sul é inabalável", afirmou durante briefing a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Heather Nauert. 

    Além disso, Washington condenou a iniciativa do governo sírio de reconhecer a independência da Abkházia e da Ossétia do Sul e de estabelecer relações diplomáticas com estas regiões, frisando que os EUA apoiam a integridade da Geórgia.

    Reagindo à decisão do governo de Bashar Assad, a Geórgia rompeu relações diplomáticas com a Síria.

    A Abkházia e Ossétia do Sul declararam independência na década de 90. Em 2008, a Rússia reconheceu o novo estatuto das regiões. Agora, no território das duas regiões se encontram instalações militares russas.

    Além da Rússia, a independência dos territórios foi reconhecida pelo Nicarágua, Venezuela, Nauru, Vanuatu e Tuvalu (que posteriormente retirou seu reconhecimento).

    Por sua vez, Tbilisi considera que as regiões estão temporariamente ocupadas.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar