06:38 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e seu homologo chinês, Xi Jinping, durante coletiva de imprensa de participantes da mesa redonda Um Cinturão e Uma Rota na China, 15 de maio de 2017

    Rússia pretende mais que dobrar o comércio com a China até 2020

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Rússia
    URL curta
    16311

    A Rússia está mais do que nunca interessada em aumentar os laços comerciais com a China em mais de 100% no curto prazo, informou um alto oficial russo nesta terça-feira.

    "A China, como você bem sabe, se firmou como o principal parceiro comercial e econômico da Rússia, e acredito que levar o comércio bilateral a US$ 200 bilhões até 2020 é bastante viável", disse o vice-ministro de Relações Exteriores da Rússia, Igor Morgulov, em uma conferência entre os dois países em Pequim.

    O comércio entre Rússia e China alcança US$ 86 bilhões no momento e está prestes a atingir US$ 100 bilhões, declarou na última sexta-feira o presidente russo Vladimir Putin no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF).

    Para impulsionar o comércio, os países têm ampliado o uso das moedas nacionais no comércio e estabelecido um fundo de investimento russo-chinês no valor de 68 bilhões de yuans (mais de US$ 10 bilhões).

    A China é o maior parceiro comercial da Rússia.

    Mais:

    Duterte: Filipinas não planeja criar alianças militares com Rússia ou China
    Analistas americanos comparam potencial de armas hipersônicas da Rússia, China e EUA
    Chanceler iraniano busca na China, na Rússia e na Europa o apoio em prol do acordo nuclear
    Tags:
    economia, comércio, diplomacia, relações bilaterais, relações comerciais, Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF), Igor Morgulov, Vladimir Putin, Xi Jinping, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik