06:03 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Policiais prendem manifestante em Moscou, 5 de maio de 2018.

    Navalny e mais 1.600 manifestantes são presos em Moscou durante protesto contra Putin

    © AP Photo / Sem autor identificado
    Rússia
    URL curta
    32345

    O político oposicionista Aleksei Navalny e outros 1.600 manifestantes - segundo a ONG OVD-Info - foram detidos em 26 cidades da Rússia neste sábado (5) após protestos contra o presidente Vladimir Putin.

    O Ministério do Interior da Rússia afirma que "cerca de 300" pessoas foram presas em Moscou durante um "evento não autorizado" pela "violação da ordem pública". 

    Navalny havia conseguido a autorização das autoridades para realizar seu ato em um local de Moscou, mas preferiu realizar o evento em outra localidade. 

    A manifestação foi convocada sob o lema de "Ele não é o nosso czar". "O velho covarde Putin acha que ele é um czar", escreveu Navalny no Twitter.

    O opositor Navalny foi impedido de participar das últimas eleições presidenciais por decisão da Comissão Central Eleitoral da Rússia por ter uma condenação na justiça. Ele, todavia, diz que a condenação é apenas um pretexto falso para impedi-lo de concorrer. 

    O vencedor do pleito foi Putin, que foi reeleito com 76% dos votos e tomará posse de seu novo mandato na segunda-feira. 

    Mais:

    Netanyahu se encontrará com Putin no dia 9 de maio
    O que se tornou ponto de virada na relação de Putin frente ao Ocidente?
    Putin: atenção especial deve ser dada a questões de segurança durante Copa 2018
    Trump teria perguntado a Merkel como se comportar com Putin
    Tags:
    Vladimir Putin, Aleksei Navalny, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik