12:30 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Sergei Skripal, ex-coronel do serviço de inteligência militar da Rússia, durante uma audiência no tribunal do distrito militar de Moscou (foto de arquivo, 2006)

    Rússia está 'surpresa' com o acusações do Ocidente sobre envenenamento no caso Skripal

    © REUTERS / Kommersant/Yuri Senatorov
    Rússia
    URL curta
    13144

    A Rússia se disse "surpresa" com as declarações de países ocidentais que apontam para o envolvimento de Moscou no caso do antigo agente duplo russo envenenado no Reino Unido, Sergei Skripal, disse nesta sexta-feira à Sputnik o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

    "É uma onda inteira que começou no Reino Unido, e isso nos surpreende profundamente", afirmou Peskov, respondendo à questão se foi esperada a resposta dos países ocidentais, em particular dos Estados Unidos, ao envenenamento de Skripal.

    O porta-voz da Presidência russa negou novamente a implicação de seu país no caso do ex-espião.

    "A Rússia reiterou várias vezes que não tem nada a ver com o incidente, é óbvio neste caso porque não há evidência confiável", acrescentou Peskov.

    O ex-agente duplo Sergei Skripal e sua filha Yulia permanecem em estado crítico no hospital, depois de serem encontrados inconscientes em um banco na cidade inglesa de Salisbury, em 4 de março.

    O Reino Unido, os Estados Unidos, a Alemanha e a França solicitaram conjuntamente, na quinta-feira, que a Rússia apresentasse uma explicação para o ataque.

    Em uma declaração à imprensa, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ecoou o governo britânico e disse que parecia que Moscou estava por trás do ataque.

    Na segunda-feira, a primeira-ministra britânica Theresa May disse que era "altamente provável" que a Rússia fosse responsável pelo incidente de Salisbury. Segundo ela, pai e filha foram envenenados com um agente nervoso de origem militar, da classe Novichok, que foi desenvolvido na União Soviética.

    Mais:

    Trump: parece que a Rússia está por trás do envenenamento de ex-espião no Reino Unido
    Merkel fica ao lado de May e critica Rússia no caso do envenenamento de ex-agente
    Rússia convoca embaixador britânico após acusações sobre envenenamento de ex-espião
    Tags:
    ataque químico, diplomacia, envenenamento, Donald Trump, Dmitry Peskov, Yulia Skripal, Sergei Skripal, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik