21:13 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2141
    Nos siga no

    O ex-ministro do Interior da Ucrânia, Anatoly Mogilev, em entrevista ao canal 112 comentou por que Kiev não tentou impedir a península da Crimeia de se tornar parte da Rússia.

    Mogilev afirmou que os efetivos ucranianos instalados na Crimeia, tinham capacidades para impedir militarmente a alteração do estatuto territorial da península, contudo, autoridades ucranianas acharam desnecessário fazer isso. 

    "Em minha opinião, esta decisão não foi tomada por [autoridades da Ucrânia] terem achado a Crimeia desnecessária. Nas futuras eleições, a Crimeia votaria pela oposição. Por isso, [a península] foi deixada de lado e esquecida, traindo assim os oficiais ucranianos instalados naquele território", frisou Anatoly Mogilev.

    A península da Crimeia se reintegrou na Rússia após um referendo realizado em março de 2014.

    Na sequência da votação 96,77% dos eleitores da República da Crimeia e 95,6% dos residentes da cidade de Sevastopol se manifestaram pela reunificação com a Rússia.

    O pleito ocorreu após o golpe de Estado na Ucrânia.

    Mais:

    Rússia não deixará de tentar devolver ouro dos Citas à Crimeia, diz conselheiro de Putin
    Ucrânia exige que Rússia repare e devolva os navios ucranianos que ficaram na Crimeia
    Ucrânia não ficou com Crimeia devido à 'traição total' por parte dos agentes de segurança?
    Tags:
    península, Crimeia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar