12:49 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Míssil russo Yars

    Rússia exportou US$ 15 bilhões em armamentos em 2017, diz assessor de Putin

    © Sputnik / Vadim Savitsky
    Rússia
    URL curta
    5120

    As exportações de armas russas cresceram aproximadamente US$ 15 bilhões em 2017, de acordo com dados preliminares, e a carteira de pedidos existente é de US$ 45 bilhões, disse Vladimir Kozhin, assessor presidencial russo para a cooperação da indústria de defesa.

    Em entrevista concedida ao jornal russo Kommersant, publicada nesta quarta-feira (horário local), Kozhin deu outros detalhes sobre a saúde financeira e comercial do setor bélico russo.

    "O plano preliminar de suprimentos para 2017 foi cumprido e ascendeu a cerca de US$ 15 bilhões, provavelmente, é mesmo um pouco maior do que essa soma. A carteira de pedidos gerais não está diminuindo e equivale a cerca de US$ 45 bilhões", disse Kozhin.

    Segundo o assessor presidencial russo, "em 2017, os novos contratos em armas e suprimentos de hardware militar, bem como no fornecimento de serviços de perfil totalizaram mais de US$ 16 bilhões".

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em novembro do ano passado que a exportação das armas russas deveria ascender a US$ 15,3 bilhões no final de 2017. Já em 2016 as exportações de armas da Rússia excederam US$ 15 bilhões.

    A indústria militar russa vem seguindo uma recomendação do governo para investir não mais na modernização de armas já existentes, mas sim em inovação e na criação de novos armamentos, em um plano que promete apresentar novidades até 2025.

    Mais:

    'Dor de cabeça extra para OTAN': Rússia posiciona complexos de mísseis em Kaliningrado
    Pega-pega infinito: aviões militares da OTAN e Rússia não podem conviver em paz? (VÍDEOS)
    Rússia: cumprimos todas as obrigações quanto à redução de armas estratégicas
    Tags:
    tecnologia militar, defesa, armamentos, exportações, Vladimir Kozhin, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik