00:10 15 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Rosto de um homem na Rússia durante inverno

    Confira como russos sobrevivem a frio de -50ºC (FOTOS, VÍDEO)

    © Sputnik / Ruslan Shamukov
    Rússia
    URL curta
    6280

    O norte da Rússia bate recordes em temperaturas negativas. Contudo, para os cidadãos locais, não é um motivo para ficar em casa. Ao contrário, eles saem às ruas, tiram fotos, e impressionam os estrangeiros com seu amor pelo frio!

    Em meio ao inverno severo na Rússia, o jornal britânico Daily Mail reparou em várias contas interessantes no Instagram, em particular, de Anastasiya Gruzdeva de Yakutsk, cidade situada na Sibéria Oriental. A jovem publicou uma foto de seus cílios cobertos por camada de gelo. A publicação recebeu mais de 30 mil curtidas. 

    "Vocês estão sabendo que aqui está fazendo —50ºC? E sim, nós saímos de casa e andamos pela cidade, e ainda permanecemos vivos. Até dá para fazer um vídeo ou tirar uma foto! E na verdade, aqui está um pouco quente!", comentou a garota.

    Os moradores de Oymyakon, situada na Sibéria Oriental, disseram que chegou a fazer —67ºC na cidade! É apenas um grau abaixo do recorde estabelecido em 1933 na localidade. 

    Um grupo de chineses, que estava em Oymyakon, aproveitou-se do frio nunca sentido em seu país e nadou em uma nascente local que não congela. O vídeo com turistas do país asiático foi publicado por uma moradora local no Instagram. 

    Além disso, o fotógrafo russo Pyotr Chugunov também atraiu a atenção da mídia estrangeira. Ainda em dezembro, o homem publicou em sua conta uma foto de uma bailarina nas ruas de Yakutsk quando fazia 41 graus negativos. 

    O fotógrafo assegurou que a jovem se agasalhou assim que a sessão fotográfica foi concluída.

    Mais:

    Se natureza trouxer frio, aproveite oportunidade e patine na praia (VÍDEO)
    Onda de frio atinge África e cobre o deserto do Saara com neve (FOTOS)
    Cientistas russos criam trigo resistente a frio e doenças
    Tags:
    neve, frio, Yakutsk, Sibéria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik