23:09 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Forças dos EUA acompanhadas pelos combatentes da YPG na fronteira turco-síria

    Parlamentar russo: 'EUA estão treinando combatentes na Síria contra a Rússia'

    © AFP 2018/ DELIL SOULEIMAN
    Rússia
    URL curta
    14132

    Instrutores dos EUA estão treinando novas formações militares na província síria de Al Hasakah para combater a Rússia, disse o primeiro vice-presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação Russa, Frants Klintsevich.

    Instrutores dos EUA estão treinando novas formações militares na província síria de Al Hasakah para combater a Rússia, disse o primeiro vice-presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação Russa, Frants Klintsevich.

    No início do dia, o Centro para a Reconciliação na Síria russo disse que instrutores dos EUA estavam treinando novos grupos armados do Novo Exército sírio compostos por vários grupos terroristas no campo de refugiados em Al Hasakah.

    "Quase o mesmo que os Estados Unidos estavam fazendo na década de 1980 durante a guerra no Afeganistão, quando treinaram terroristas e os incitou contra a União Soviética. Parece que o tempo parou para os Estados Unidos. A Rússia de hoje, como a União Soviética 30 anos atrás, é considerada por eles como a principal rival geopolítica, em uma luta com quem todos os meios são aceitáveis", disse Klintsevich, citado pelo sua assessoria de imprensa.

    Ao mesmo tempo, o presidente dos EUA, Donald Trump, está tentando evitar as formas mais radicais de confronto, de acordo com o legislador.

    "Mas ele [Trump] é realmente incapaz de mudar o sistema político dos EUA. Os treinamentos dos instrutores dos EUA estão em andamento", acrescentou Klintsevich.

    A Rússia apoia o governo liderado pelo presidente Bashar Assad, enquanto os países ocidentais insistem na renúncia do político. Ao longo dos últimos anos, americanos e europeus forneceram apoio e armamento a diversos grupos de oposição na Síria.

    Tags:
    Conselho da Federação Russa, Centro para a Reconciliação na Síria russo, Frants Klintsevich, Donald Trump, Estados Unidos, União Soviética, Afeganistão, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik