01:52 19 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017

    Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin

    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Rússia
    URL curta
    19200

    Hoje, 14 de dezembro, o presidente russo Vladimir Putin realizou a tradicional coletiva de imprensa alargada.

    A 13ª coletiva anual em 2017 contou com a presença de um número recorde de jornalistas – 1.640. Ela durou 3 horas e 40 minutos.

    Ordenar as mensagens
    • 10:51

      Após uma série de comentários sobre União Euroasiática, Putin deseja Feliz Natal e Feliz Ano Novo aos jornalistas e se despede sendo aplaudido por todos

       Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © REUTERS / Sergei Karpukhin

      Depois de 3 horas e 40 minutos de perguntas e respostas, a coletiva do presidente russo, Vladimir Putin, terminou com aplausos dos jornalistas e felicitações de Putin.

    • 10:45

      Porta-voz do presidente, Dmitry Peskov, lembra à Putin que coletiva já ultrapassou três horas

       Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © Sputnik / Ramil Sitdikov
    • 10:30

      'Vemos uma ameaça terrorista crescente no Afeganistão', diz Putin

      Nesta foto de 21 de junho de 2016, um policial do Afeganistão olha a cidade de Cabul, capital do país, de uma elevação
      © AP Photo / Rahmat Gul

      Estamos prontos para colaborar com os EUA e outros membros da comunidade internacional para resolver os problemas do Afeganistão, destaca o presidente russo.

      Os principais problemas são o terrorismo internacional e o tráfico de drogas. Estes problemas criam ameaças internacionais, que provocam preocupação, frisou.

      Ex-presidente do Afeganistão, Hamid Karzai

      Exclusivo: Afeganistão não é plataforma para objetivos geopolíticos dos EUA, diz Karzai

      Afeganistão está cansado da "guerra entre irmãos e derramamento de sangue", impostos ao país pelas forças externas, disse o ex-presidente afegão Hamid Karzai em entrevista à Sputnik.
      Mostrar mais
    • 10:22

      O que acontece com o Curdistão iraquiano e como deve a Rússia agir?

      "Tudo deve ser feito de acordo com a lei", afirmou o presidente russo, expressando a esperança de que as relações entre a Rússia e o Curdistão irão continuar.

      Contagem de votos durante o referendo pela independência no Curdistão iraquiano
      © AP Photo / Khalid Mohammed
    • 10:10

      Putin: não permitiremos na Rússia a repetição da situação da Ucrânia

      A jornalista Ksenia Sobchak, possível candidata à presidência da Rússia, pergunta sobre a mudança do poder.

      Ela contesta a afirmação de Putin sobre a ausência de oposicionistas confiáveis: "Eu acredito que [os políticos da oposição] já amadureceram o suficiente".

      Sobchak fala no "medo de ser oposicionista" na Rússia: as pessoas, diz ela, acham que vão ser mortas ou presas se se candidatarem.

      Respondendo, Putin nota que o lema eleitoral de Sobchak é "Contra Todos". Mas "será que essa é uma agenda positiva?"

      Presidente russo afirma estar convicto de que a maioria das pessoas que vivem na Rússia não quer que "pequenos Saakashvili andem deambulando pelas ruas" fazendo "revoluções".

      "Você não quer uma repetição da Ucrânia na Rússia, certo?", pergunta Putin retoricamente à sua possível adversária política.

      Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © Sputnik / Ramil Sitdikov
    • 09:55

      'Deixar terroristas livres' é atitude fácil, mas perigosa

      Soldados do Exército sírio da parte de Aleppo libertada dos terroristas, Síria, 5 de setembro de 2016
      © Sputnik / Mikhail Alaeddin

      Putin se referiu à prática perigosa dos EUA de usar os terroristas em seus próprios interesses.

      "Eles criaram a dada altura a Al-Qaeda, para fazer frente à União Soviética, - e ela acabou por perpetrar o ataque de 11 de setembro", lembrou o presidente.

      Agora, eles veem os terroristas a abandonar o campo de batalha, os conselheiros militares russos dizem aos colegas dos EUA: "Vejam, eles estão fugindo". E os norte-americanos os deixam fugir, talvez pensando que eles podem vir a ser "úteis" no futuro, por exemplo na luta contra Assad. Mas eles também podem realizar ataques. Não fazer nada é uma atitude fácil, mas perigosa, previne Vladimir Putin.

    • 09:55

      Como foi garantida segurança de Putin na viagem para Síria?

      O presidente russo confessou que planejava visitar a Síria já há muito tempo. A questão era garantir a segurança. Putin explicou que o momento mais crucial é a decolagem e a aterrissagem do avião por causa da possível utilização de complexos antiaéreos portáveis. Ele lembrou que, quando o seu avião estava a aterrissar na Síria, os aviões militares que o escoltaram voavam na altitude mais baixa, cobrindo-o, porque a temperatura dos bocais dos propulsores dos aviões militares é mais alta que a dos motores dos aviões civis.

      Presidente russo Vladimir Putin na base aérea russa de Hmeymim, na Síria, 11 de dezembro

      Visita de Putin à Síria é 'um choque para o Ocidente'

      A visita do presidente russo Vladimir Putin à Síria para dar pessoalmente a ordem de retirada parcial das tropas é um gesto para os que duvidam da Rússia, declarou um cientista político russo. Moscou atingiu seu objetivo principal na Síria apesar de todas as previsões sombrias.
      Mostrar mais
    • 09:39

      Uma pergunta sobre a Síria!

      Aviação russa na base Hmeymim, na Síria
      © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

      Todos no mundo devem compreender que se não for aplicado um esforço conjunto, o terrorismo não será eliminado, destaca presidente russo.

      No entanto, para Putin, uma das principais fontes do terrorismo atualmente é a falta de educação.

      "A Síria por si só não pode lidar com isso. A Rússia também. Não descartamos participar de uma ação conjunta internacional", enfatizou.

      Damasco, Síria (foto de arquivo)

      Síria recebe 30 toneladas de ajuda humanitária da Rússia

      Seis caminhões russos com 30 toneladas de ajuda humanitária chegaram à periferia de Damasco, Síria, nesta quinta-feira (17), informou um porta-voz do centro de reconciliação da Síria na Rússia.
      Mostrar mais
    • 09:38

      'Há indícios de que agentes russos provocaram a queda do avião' em que morreu o ex-presidente da Polônia, afirma jornalista polonês

      Destroços do Tu-154 que levava o então presidente polonês Lech Kaczynski
      © Sputnik / Oleg Mineev

      "Foi uma tragédia e deve ser vista como uma tragédia", diz presidente.

      Aquele acontecimento com o avião de Lech Kaczynski é usado para escalar a tensão nas relações entre Rússia e a Polônia, mas isso não corresponde aos interesses de Varsóvia, disse Putin.

    • 09:36

      'Como será o próximo governo da Rússia?', pergunta um jornalista

      É cedo demais para falar no futuro governo, destacou Putin.

      O trabalho do atual governo é avaliado pelo presidente russo como satisfatório.

      Presidente russo Vladimir Putin durante sessão plenária do Fórum Econômico Oriental, 7 de setembro

      Putin acusa EUA de querer causar problemas nas eleições presidenciais da Rússia

      O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou nesta quinta-feira (9) que os Estados Unidos querem causar problemas nas eleições presidenciais da Rússia em resposta à suposta interferência de Moscou na campanha presidencial norte-americana.
      Mostrar mais
    • 09:30

      Putin: China é parceiro estratégico da Rússia

      Respondendo a jornalistas chineses, o presidente russo avaliou positivamente as decisões tomadas no mais recente congresso do Partido Comunista da China. "Elas quase coincidem com o que nós propomos", disse Putin.

      Vamos desenvolver os nossos projetos conjuntos, afirma o presidente, destacando o projeto de transporte rápido que deve unir a China e a Europa Ocidental.

      Além disso, o presidente russo lembrou que a China tem demonstrado interesse em usar a Rota Marítima do Norte, ao longo das fronteiras setentrionais da Rússia.

      US-China-Russia

      Embaixador: Rússia, China e EUA deveriam ser parceiros estratégicos

      O embaixador da Rússia nos EUA, Anatoly Antonov, em uma conversa com estudantes da Universidade de Stanford, em Palo Alto, na Califórnia, disse que a Rússia busca estreitar so laços tanto com a China, quanto com os EUA.
      Mostrar mais
    • 09:18

      Presidente russo lembra a história da Crimeia

      Os bolcheviques, "por uma razão qualquer", deram a Crimeia à Ucrânia, ressaltou Putin.

      Ele afirmou lamentar que a Crimeia tenha sido doada na época. Agora, os moradores da Crimeia fizeram sua escolha, e já não há nada para discutir.

      Crimeia vista do ar
      © Sputnik / Vitaly Belousov
      Montagem dos arcos da ponte ferroviária e rodoviária da Crimeia

      'Sufocados de inveja': por que Kiev tenta impedir construção da ponte da Crimeia

      Ministro da Infraestrutura ucraniano, Vladimir Omelyan, propôs um “método” para impedir a construção da ponte da Crimeia.
      Mostrar mais
    • 09:13

      Russos e ucranianos são um povo só, afirma Putin

      Líder da Chechênia Ramzan Kadyrov

      Líder da Chechênia prevê que Ucrânia fará parte da 'Grande Rússia' no futuro

      O chefe da República da Chechênia, Ramzan Kadyrov, rejeitou um recente chamado da Ucrânia para que a Rússia fosse dividida em várias partes como algo desejável. O checheno previu que, pelo contrário, a Ucrânia acabaria por se tornar parte do futuro Estado da "Grande Rússia".
      Mostrar mais

      "Houve uma época na história em que não existia diferença alguma entre a Ucrânia e a Rússia", lembra o presidente russo.

    • 09:12

      Putin: o que Saakashvili está fazendo na Ucrânia é cuspir no rosto do povo georgiano e do povo ucraniano

      Ex-governador da região de Odessa e ex-presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili
      © Sputnik / Stringer
      Mikheil Saakashvili

      Saakashvili promete converter Ucrânia em superpotência

      O ex-presidente da Geórgia e ex-governador da cidade da ucraniana de Odessa, Mikhail Saakashvili, anunciou a coleta de fundos para criar um novo partido político na Ucrânia.
      Mostrar mais

      "Como vocês podem suportar isso? Será que não há ucranianos de verdade na Ucrânia?", pergunta retoricamente Putin.

    • 09:05

      Exército russo não está presente no território de Donbass, afirma Putin

      Exército ucraniano em Donbass
      © AFP 2018 / Sergey Polezhaka

      No território de Donbass não há unidades do Exército russo. Lá foram formadas unidades locais autônomas para fazer frente a uma ameaça de grande envergadura contra a região, explicou Putin.

    • 09:04

      'É uma tragédia' o que está ocorrendo no leste da Ucrânia, diz Putin

      A lei sobre o estatuto especial da região de Donbass (leste da Ucrânia) não pode ser corrigida, foi prevista pelos Acordos de Minsk e aprovada pela Suprema Rada (parlamento ucraniano). Porém, nunca foi implementada, lamenta Putin.

      "Nunca um conflito como este foi resolvido somente através de mediadores", frisa Putin. No entanto, Kiev não está cumprindo estas obrigações, comenta.

      Isso não quer dizer que a Rússia seja contra o controle internacional do Leste da Ucrânia.

      Soldado da República Popular de Donetsk no povoado de Logvinovo (foto de arquivo)

      Opinião: Forças Armadas da Ucrânia aguardam momento para ataque a Donbass em grande escala

      Os militares ucranianos estão se preparando ativamente para novos confrontos em Donbass em um futuro próximo, disse aos jornalistas o vice-chefe do comando operativo da República Popular de Donetsk (RPD) Eduard Basurin.
      Mostrar mais
    • 08:56

      'Nós não reconhecemos o estatuto nuclear da Coreia do Norte'

      Vista do Kremlin, Moscou

      Moscou sobre reconhecimento da Coreia do Norte como potência nuclear: não vai acontecer

      A Coreia do Norte não será reconhecida pela comunidade internacional como potência nuclear, declarou um diplomata russo, acrescentando que a crise na península apenas pode ser resolvida por meios políticos.
      Mostrar mais

      "A escalada da tensão deve ser cessada por ambas as partes. A espiral deve acabar", diz Putin sobre a troca de ameaças e acusações entre os EUA e a Coreia do Norte.

      Putin adverte que basta um lançamento por parte da Coreia do Norte para que a situação a situação tenha consequências catastróficas.

    • 08:54

      'Irá a Rússia apoiar sanções mais duras contra Coreia do Norte?', pergunta jornalista da AP

      Homem vê a notícia mostrando imagens de arquivo do lançamento de mísseis da Coreia do Norte em uma estação ferroviária em Seul, em 12 de fevereiro de 2017. Nesse dia, a Coreia do Norte disparou um míssil balístico, em aparente provocação para testar a resposta do novo presidente Donald Trump, disse o Ministério da Defesa sul-coreano
      © AFP 2018 / JUNG Yeon-Je

      "Vocês são normais?", brinca Putin, respondendo. O Congresso dos EUA primeiro coloca a Rússia na mesma fila com a Coreia do Norte e o Irã e depois tenta "empurrar" a Rússia para resolvermos em conjunto o problema destas regiões, comenta o presidente russo.

    • 08:52

      Cada jornalista espera ser escolhido para fazer perguntas ao presidente Putin

      Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © Sputnik / Ramil Sitdikov
    • 08:32

      Putin menciona a Sputnik!

      Agência Sputnik
      © Sputnik / Evgenia Novozhenina

      O presidente russo lembrou os problemas que o canal de televisão RT está passando nos EUA. O Twitter proibiu às contas do canal colocar publicidade. O presidente russo comentou que a mídia estadunidense tem um enorme volume de publicidade, mas que as restrições são aplicadas apenas à mídia russa.

      A influência do RT e da Sputnik, criticados nos EUA, é bem menor se for comparada com a da mídia dos próprios Estados Unidos, disse o presidente russo. Ou seja, estes meios dificilmente poderiam ter tido algum impacto na eleição de Trump em 2016.

       presidente russo, Vladimir Putin, participa do Clube Valdai

      'Coragem e talento': Putin elogia Sputnik e RT pelo seu trabalho

      O presidente russo, Vladimir Putin, declarou nesta quinta-feira (19) que Moscou responderá de maneira simétrica à pressão dos EUA contra a mídia russa.
      Mostrar mais
    • 08:26

      'Tudo isso foi inventado': Putin sobre contatos russos com equipe de Trump

      Presidente russo, Vladimir Putin, e presidente norte-americano, Donald Trump, na cúpula da APEC no Vietnã
      © Sputnik / Mikhail Klimentyev

      "Como o senhor avalia Donald Trump como presidente?", pergunta o jornalista da NBC.

      "Eu não sou a pessoa indicada para avaliar o trabalho de Trump", confessa Putin, mas destaca as melhoras na gestão econômica e industrial durante o seu mandato.

      Os norte-americanos é que devem dar uma avaliação do seu presidente, disse Vladimir Putin.

      Os desafios são conhecidos: o combate ao terrorismo é um deles, este combate seria ainda mais eficiente se uníssemos esforços internacionais.

      "Será que todo o contato deve ser proibido?", pergunta Putin ironicamente sobre as alegações de que representantes da Rússia se teriam intrometido nas eleições presidenciais ganhas por Donald Trump.

      Donald Trump Jr. ao lado do pai, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump

      Filho de Trump e e-mails reacendem suspeitas sobre influência russa nas eleições dos EUA

      A divulgação de e-mails pessoais feita pelo filho mais velho do presidente norte-americano Donald Trump reacendeu o debate em torno da suposta interferência russa nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, em 2016.
      Mostrar mais
    • 08:23

      E agora, a Copa do Mundo 2018 de futebol é destaque na coletiva!

      A preparação dos estádios está correndo bem, em um par de locais há atrasos, mas serão superados em breve, assegura Putin.

      Mais de metade das verbas canalizadas à Copa do Mundo 2018 são destinadas à construção da infraestrutura, afirma o presidente russo.

      A cerimônia de lançamento de relógios de contagem regressiva na praça Manezhnaya (Moscou) durante comemorações de 1.000 dias até a Copa do Mundo de Futebol 2018 na Rússia

      Copa do Mundo 2018: promoções na internet deixam torcedores mais perto da Rússia

      O site Skyscanner, especializado em busca de viagens, revelou que a procura por informações sobre passagens aéreas na Rússia em função da Copa do Mundo 2018 aumentou em 318% no Brasil. A Sputnik Brasil conversou com quem já garantiu a sua passagem sobre os melhores atalhos para assistir de perto a Copa do Mundo.
      Mostrar mais
    • 08:16

      Putin tem a certeza de que o escândalo do doping tem a ver com agenda interna russa

      Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © Sputnik / Natalia Seliverstova

      "Como o senhor vê a comunicação com o COI? Qual é a saída da situação?", pergunta uma jornalista.

      "Tenho a impressão de que o escândalo está sendo intensificado tendo em conta o calendário político russo", responde o presidente.

      Apesar do escândalo e do banimento por parte de entidades antirrussas, Putin espera manter uma comunicação "construtiva" com o COI e a WADA.

      O presidente russo destacou que é necessário ajudar aos esportistas a manterem a sua honra e dignidade.

      Mais cedo, as autoridades russas aprovaram a participação dos atletas russos das Olimpíadas em Pyeongchang, em 2018, sob bandeira neutra, após o Comitê Olímpico Internacional ter proibido a atuação da seleção russa sob bandeira nacional.

      Putin falou também sobre o informador da WADA Grigory Rodchenkov cujos depoimentos foram cruciais na investigação contra a Rússia: "É estranho, a pessoa [que fez depoimentos] vivia na América do Norte, era suspeito de tráfico de doping". Além disso, o presidente russo sublinhou o fato de que Rodchenkov está sob proteção do FBI.

      Jogadores da seleção russa de hóquei na partida da primeira etapa entre a Rússia e República Tcheca durante Euro Hockey Tour de 2017/2018

      Decisão do COI sobre Rússia 'é guerra fria no esporte'

      O vice-diretor do Clube de hóquei de Pequim Kunlun Red Star, Li Longmou, em entrevista exclusiva à Sputnik China, disse que o afastamento da seleção russa dos Jogos Olímpicos de 2018 não passa de decisão política.
      Mostrar mais
    • 08:09

      Muitos russos estão assistindo a coletiva de imprensa de Vladimir Putin

    • 07:58

      Será que o novo tratado START vai sobreviver?

      "Será que o tratado START III [novo Tratado sobre a Limitação de Armamentos Estratégicos Ofensivos] vai sobreviver?", pergunta um jornalista, se referindo à tensão entre a Rússia e os EUA.

      "Nós não saímos do tratado", informa Putin. E não há a intenção de sair por parte da Rússia. Porém, se os EUA abandonarem o tratado, será uma situação ruim para a segurança internacional, afirma o presidente.

      Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © Sputnik / Ramil Sitdikov
      Presidente russo Vladimir Putin e presidente norte-americano Barack Obama reunem-se nas margens da cúpula do G20, México, 18 de junho de 2012

      Novo sistema russo registrará violações do START III por parte dos EUA

      Um novo sistema especial que será desenvolvido na Rússia registrará as violações do Tratado de Redução de Armas Estratégicas (START III) pelos EUA, informou o canal russo Zvezda nesta sexta (29).
      Mostrar mais
    • 07:57

      Putin: Rússia recordou aos estrangeiros que as ilhas da Terra de Francisco José são nossas, agora nesta zona está tudo bem

      Equipamento militar russo no Ártico (arquivo)

      Para que a Rússia constrói bases militares e usa equipamentos especiais no Ártico?

      Nos últimos 10 anos, a Rússia tem dinamizado de forma acelerada a construção militar no Ártico. O Ministério da Defesa está erguendo bases, aeródromos e postos de apoio em ilhas remotas, sendo apoiado pela maior frota de quebra-gelos nucleares no mundo. Os países ocidentais, por sua vez, tentam não ficar para trás nesta corrida.
      Mostrar mais
    • 07:54

      Desenvolvimento industrial do Ártico deve ir a par com proteção da natureza

      É uma região muito sensível. A Rússia também deverá garantir a segurança militar e ecológica.

      "Não nos devemos esquecer dos problemas dos povos indígenas do Ártico", sublinhou o presidente russo, comentando o programa de desenvolvimento desta região.

      Parque nacional russo no Ártico
      © Sputnik / Ramil Sitdikov
    • 07:52

      E vocês, acreditam em milagres?

      Mulher na segunda ou terceira fileira durante #PutinPresser com cartaz que diz "Acredito em milagres".

    • 07:41

      Rússia está no caminho certo na questão da proteção do meio ambiente, afirma Vladimir Putin

      O pôr do Sol sobre o lago Baikal
      © Sputnik / Valeriy Melnikov
      Rocha Shaman, no lago Baikal, no sul da Sibéria

      Putin pede que Justiça russa investigue poluição no lago Baikal

      O presidente Vladimir Putin pediu à Procuradoria-Geral da Rússia que investigue as atividades ilegais que têm levado à poluição do lago Baikal, uma das maiores riquezas naturais da Sibéria e de todo o país.
      Mostrar mais
    • 07:35

      Putin comenta os fatores do crescimento econômico

      "Há crescimento, sem dúvida alguma", frisa presidente russo.

      O presidente indicou os bons ritmos de crescimento da indústria automóvel, indústria farmacêutica e setor agrícola.

      Colheita de 2017 na Rússia registrou um recorde de 130,5 milhões de toneladas de grãos, diz Putin.

      As sanções tiveram um impacto menor na economia russa, mas tiveram, detalhou Putin.

      Duma de Estado da Rússia

      Rússia prepara resposta 'titânica' às sanções dos EUA

      Os senadores russos se manifestaram a favor do projeto de lei sobre o pacote de sanções contra os EUA que atualmente está em discussão na Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo).
      Mostrar mais
    • 07:32

      'A gestão política manual' é um mito na Rússia, este regime quase não se aplica

      "Vocês não imaginam o monte de trabalho que passa pelas mãos do governo", acrescentou presidente.

    • 07:26

      Nas eleições de 2018, Putin se candidatará como candidato independente

      Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © Sputnik / Natalia Seliverstova

      Ele ainda não tem certeza sobre quem liderará a sua campanha.

    • 07:24

      Putin: A Rússia conseguiu muita coisa

      "Vivíamos em condições de guerra civil" durante quase 10 anos, diz Putin, se referindo à guerra da Chechênia.

      "Os rapazes de 18 anos tinham que partir para a guerra, e agora, vejam o exército que temos", acrescentou Putin.

      Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin, 14 de dezembro de 2017
      © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    • 07:22

      PIB da Rússia cresceu 75% desde 2000, sublinha Putin

      Ele destacou também outros indicadores econômicos e sociais que mostram crescimento.

      Rublo russo

      Forbes sobre economia da Rússia: 'o pior já passou'

      A economia russa pode voltar a crescer ainda este ano, já que a estabilização dos preços de petróleo despertaram o interesse de investidores para a Rússia, declarou à Forves o presidente do fundo Specialized Russian Growth, David Herne.
      Mostrar mais
    • 07:18

      Não serei eu a educar os adversários, diz Putin

      O presidente não apresentou ainda o seu programa eleitoral, disse que este não é o momento e lugar adequados para o fazer. O presidente frisou, no entanto, que o ambiente político deve ter concorrência. A oposição precisa de apresentar uma agenda política "que faça as pessoas acreditarem", diz o presidente.

      A apresentadora Ksenia Sobchak (foto de arquivo)

      Quem é a loira que pode desafiar Vladimir Putin nas presidenciais de 2018?

      A recém-anunciada candidatura da apresentadora Ksenia Sobchak para as eleições presidenciais que se darão na Rússia em março de 2018 provocou grande repercussão nas redes sociais. Por que esta loira de 35 anos causou reação tão agitada?
      Mostrar mais
    • 07:12

      'A Rússia deve se dirigir ao futuro, ser flexível'

      Presidente russo, Vladimir Putin, discursa perante funcionários da fábrica GAZ em Nizhny Novgorod, 6 de dezembro de 2017

      Putin declara que participará da corrida presidencial de 2018 na Rússia

      Presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que pretende concorrer à presidência da Rússia nas próximas eleições.
      Mostrar mais

      Por que se candidata às eleições? O presidente responde: para melhorar o país, aumentar a renda do povo. O presidente não apresenta hoje o seu programa eleitoral, alegando não ser o momento e lugar adequados.

    • 07:10

      Vladimir Putin começa a falar

      Putin começa sua intervenção com os principais indicadores econômicos. Presidente diz não pretender falar em forma de monólogo habitual para que os jornalistas possam colocar as perguntas.

    • 07:08

      Porta-voz do presidente russo anuncia chegada de Vladimir Putin

    • 07:02

      Ksenia Sobchak, possível candidata à presidência da Rússia, presente na qualidade de jornalista, está no centro das atenções dos fotógrafos

    • 06:46

      Jornalistas se preparam para falar com o presidente russo

      Daqui a pouco Vladimir Putin responderá às perguntas dos jornalistas. Muitos deles já chegaram ao local do evento. Acompanhe a reportagem on-line da Sputnik para saber os destaques.

       

    Ao vivo
    Coletiva de imprensa anual de Vladimir Putin
    +

    Mais:

    Coletiva anual de Vladimir Putin (VÍDEO)
    Quase 1,4 mil jornalistas irão acompanhar grande coletiva de Vladimir Putin
    Tags:
    coletiva de imprensa, presidente russo, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik