13:08 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, durante reunião com o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, nas margens da cúpula da ASEAN em Manila

    Ocidente utiliza exercícios militares para alimentar 'histeria', acusa Lavrov

    © Sputnik / Vitaly Belousov
    Rússia
    URL curta
    10122

    Os Estados Unidos e outros países da OTAN tentaram usar os exercícios militares conjuntos Zapad 2017 (Ocidente, em russo) para incitar a histeria e justificar a implantação de novos contingentes militares e equipamentos perto das fronteiras russas, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, neste sábado (2).

    O Zapad 2017 foi atividade conjunta de Moscou e da Bielorrússia. 

    "O Ocidente não estava ligando muito [para os exercícios], mas preocupou-se em como utilizar os exercícios como uma desculpa para, mais uma vez, alimentar a histeria", disse Lavrov em entrevista à emissora bielorrussa STV.

    Ele também disse que as atividades foram usadas como um pretexto para implantar mais tropas nas fronteiras da Rússia, em particular nos estados bálticos e na Polônia.

    O chanceler russo disse que Moscou e Bielorrússia seguiram as burocracias estabelecidas pela Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) no Documento de Vienna — que determina o compartilhamento de informações militares dos Estados-membros.

    O Zapad 2017 foi realizado entre os dias 14 e 20 de setembro no território da Rússia e da Bielorrússia. Os estados ocidentais repetidamente questionaram as atividades e afirmaram que as tropas russas ficariam na Bielorrússia.

    Moscou e Minsk refutaram as acusações e a Rússia afirmou que todos os seus militares deixaram o país após o Zapad 2017. Além disso, altos funcionários russos e bielorrussos declararam repetidamente que os exercícios não representam qualquer ameaça para outros Estados e são exclusivamente defensivos.

    Mais:

    Rússia: Tóquio e Seul serão as primeiras vítimas em caso de guerra na península coreana
    Trump rechaça 'conluio' com a Rússia após confissão de Michael Flynn
    Embaixador: Rússia, China e EUA deveriam ser parceiros estratégicos
    Portugal enfrenta Espanha na primeira fase da Copa do Mundo Rússia 2018
    Por que Rússia reforça seu potencial militar na fronteira ocidental?
    Marinha da Rússia testará capacidades do seu novo submarino estratégico Knyaz Vladimir
    Rússia: resolução militar da crise norte-coreana 'não será surpresa para nós'
    Tags:
    OSCE, Sergei Lavrov, Bielorrússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar