14:28 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Por
    6240
    Nos siga no

    Após um período de estagnação de vários anos, os locais de repouso na Crimeia voltam a ganhar novo fôlego. Entre um vasto leque de sanatórios e hotéis, um destaque especial merecem os centros de reabilitação e tratamento médico de doenças graves. A Sputnik Brasil viajou para a península e descobriu como é que funciona o respectivo sistema.

    Não é por acaso que nos tempos da URSS a Crimeia se chamava de "zdravnitsa" nacional, uma palavra derivada de "saúde" em russo. Hoje em dia, apesar de terem ficado abaladas no período do pós-colapso soviético e na época de transição, estas instituições ganham cada vez mais potencial.

    Edifício principal do Sanatório Militar Pirogov, pertencente ao Ministério da Defesa da Rússia e localizado na cidade de Saki, na Crimeia
    © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    Edifício principal do Sanatório Militar Pirogov, pertencente ao Ministério da Defesa da Rússia e localizado na cidade de Saki, na Crimeia

    Uma destas entidades é o Sanatório Militar Pirogov, pertencente ao Ministério da Defesa da Rússia, que hoje em dia recebeu o privilégio de virar um projeto padrão para toda a península. Para isso, tem que corresponder a todos os regulamentos apresentados pelas autoridades russas após a reunificação, bem como passar por certificações com participação de especialistas ocidentais. Caso tenha sucesso nisso, vai servir como exemplo para todos os sanatórios desse tipo.

    "Desde 2016, no nosso sanatório está implantado um sistema integrado de monitorização da qualidade. […] Fomos escolhidos como um projeto piloto para corresponder aos padrões ISO 9000 e ISO 9001", revelou aos jornalistas Marina Trotsenko, chefe do Departamento de Qualidade do Sanatório Militar Pirogov.

    A instituição, localizada na cidade crimeana de Saki, foi fundada ainda na época do Império Russo, em 1837, como hospital militar para oficiais e patentes militares subalternas. Já no período da Guerra da Crimeia, entre 1853 e 1856, o eminente cirurgião russo, Nikolai Pirogov, cujo nome o sanatório recebeu mais tarde, começou a usar a lama terapêutica de Saki pela primeira vez para tratar os feridos no conflito militar.

    Já nos tempos dos bolcheviques, o hospital foi inclusive utilizado para ajudar os soldados do Exército Vermelho afetados pelo longo e sangrento conflito interminável, a Guerra Civil, que finalizou a implantação do poder comunista em todas as regiões russas.

    • Paciente passa por diagnóstico no Sanatório Militar Pirogov do Ministério da Defesa da Rússia, localizado na cidade de Saki, na Crimeia
      Paciente passa por diagnóstico no Sanatório Militar Pirogov do Ministério da Defesa da Rússia, localizado na cidade de Saki, na Crimeia
      © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    • Piscina medicinal localizada no Centro de Tratamento de Reabilitação do Sanatório Militar Pirogov, na Crimeia
      Piscina medicinal localizada no Centro de Tratamento de Reabilitação do Sanatório Militar Pirogov, na Crimeia
      © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    • Centro de treinamento muscular e articular no Centro de Tratamento de Reabilitação do Sanatório Militar Pirogov, na Crimeia
      Centro de treinamento muscular e articular no Centro de Tratamento de Reabilitação do Sanatório Militar Pirogov, na Crimeia
      © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    • Tatiana Kudryavskaya, chefe interina do Departamento Médico do Sanatório Militar de Pirogov, mostra aos jornalistas um dos dispositivos médicos para tratamento de doenças do sistema respiratório
      Tatiana Kudryavskaya, chefe interina do Departamento Médico do Sanatório Militar de Pirogov, mostra aos jornalistas um dos dispositivos médicos para tratamento de doenças do sistema respiratório
      © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    • Uma das médicas do Sanatório Militar Pirogov posa com uma paciente, enquanto esta toma um banho medicinal
      Uma das médicas do Sanatório Militar Pirogov posa com uma paciente, enquanto esta toma um banho medicinal
      © Sputnik . Ekaterina Nenakhova
    • Pacientes se submetem a tratamentos de extensão da coluna vertebral e vértebras do pescoço no Sanatório Militar Pirogov
      Pacientes se submetem a tratamentos de extensão da coluna vertebral e vértebras do pescoço no Sanatório Militar Pirogov
      © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    1 / 6
    © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    Paciente passa por diagnóstico no Sanatório Militar Pirogov do Ministério da Defesa da Rússia, localizado na cidade de Saki, na Crimeia

    Todavia, como muitos outros locais de grande importância no país, o hospital foi completamente assaltado e destruído pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Contudo, a resiliência e trabalho árduo dos construtores da URSS fizeram com que o sanatório fosse reaberto já em 1944, na época da contraofensiva soviética, e começasse a reabilitar os primeiros grupos de militares.

    Outro marco importantíssimo na trajetória do sanatório foi a Guerra do Afeganistão. Na época, mais de 8 mil soldados soviéticos que tinham sofrido algum tipo de lesão cirúrgica em combate receberam tratamento médico e reabilitação psicológica adequados. Para estes fins, foi inaugurado o Centro de Tratamento de Reabilitação, que continua funcionando até hoje, inclusive para os soldados que voltam à Pátria das frentes de combate na Síria.

    Placa memorial aos heróis da Guerra do Afeganistão instalada no Sanatório Militar Pirogov, na Crimeia
    © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    Placa memorial aos heróis da Guerra do Afeganistão instalada no Sanatório Militar Pirogov, na Crimeia

    "Devido à longa ausência do seu país, grupos de aviadores e marinheiros, especialmente o pessoal dos submarinos, sofrem sobrecargas emocionais colossais […] A grande responsabilidade, as missões de combate — tudo isso são razões pelas quais os militares necessitam de uma reabilitação de caráter psicoemocional. Entretanto, uma pessoa também tem corpo, por isso necessita de tais procedimentos", afirmou aos jornalistas Tatiana Kudryavskaya, a chefe interina do Departamento Médico do sanatório.

    © Sputnik . Ekaterina Nenakhova
    Sanatório Militar de Pirogov

    Hoje em dia, o sanatório tem as portas abertas para todos — desde jovens famílias com filhos até pessoas idosas e as que cumprem serviço militar. Deste modo, a instituição dispõe de todo um leque de serviços, tanto médicos e de diagnóstico, quanto cosméticos: desde ultrassom e radiografia até spa, terapia de relaxamento mental e balneoterapia.

    Mais:

    Não dá para acreditar, mas na Crimeia tem um povoado viking (FOTOS, VÍDEO)
    Farpa para a OTAN: o que farão militares russos na Síria após derrota do Daesh?
    Tu-22M3 russos em ação contra o Daesh na Síria (VÍDEO)
    Tags:
    militares, sanatório, hospital, Guerra no Afeganistão, Ministério da Defesa (Rússia), URSS, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar