06:39 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    290
    Nos siga no

    O Serviço Federal de Segurança russo deteve, em Moscou, integrantes do movimento proibido Artpodgotovka, que estavam preparando na capital da Rússia distúrbios em massa, lê-se no comunicado do serviço, divulgado nesta sexta-feira (3).

    De acordo com ele, o grupo estava planejando pôr em ação ataques terroristas no sábado e domingo, 4 e 5 de novembro, quando a Rússia celebra o dia da Unidade Popular.

    "Na região de Moscou foi interrompida a atividade de um grupo do movimento clandestino Artpodgotovka, que estava planejando executar ataques extremistas, tais como incendiar edifícios públicos usando armas químicas e atacar agentes federais", de acordo com comunicado oficial do Serviço Federal de Segurança da Rússia.

    Os criminosos do movimento proibido estavam tentando causar distúrbios maciços na Rússia. Todos os organizadores foram detidos; 15 coquetéis molotov foram apreendidos pelas autoridades de segurança.

    Vale destacar que a atividade do movimento Artpodgotovka foi interrompida em outras cidades russas: Krasnoyarsk, Krasnodar, Kazan, Samara e Saratov. A questão sobre qualificação de sua atividade como ato terrorista está em curso.

    De acordo com o Serviço Federal de Segurança, o movimento ilegal Artpodgotovka e o projeto on-line com o mesmo nome foram criados por um político fugitivo, Vyacheslav Maltsev, para "organizar a revolução na Rússia". Em 2017, Maltsev foi acusado judicialmente de atividade extremista, o que fez com ele que fugisse para o exterior.

    "Os integrantes do Artpodgotovka, que permaneceram na Rússia, formaram em várias cidades grupos para pôr em prática ações extremistas a fim de desestabilizar a situação política e social", acrescentou o serviço russo.

    Tags:
    extremismo, Dia da Unidade Nacional, Serviço Federal de Segurança da Rússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar