02:32 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Desenho do futuro ecranoplano marinho pesado (imagem ilustrativa)

    Resgatador: Rússia constrói 'monstro ártico' para dominar o mundo do gelo (VÍDEO)

    © Foto : Oficina Central de Desenhos Alekseev
    Rússia
    URL curta
    6321

    Engenheiros russos estão desenvolvendo novo ecranoplano gigante de uso militar que será capaz de operar em zonas polares.

    O novo modelo de ecranoplano super pesado será capaz de aterrissar não só em água, mas também em terra. O tamanho dessa máquina é comparável ao do chamado "monstro do Cáspio" — um híbrido de navio e avião — o ecranoplano transportador de mísseis Lun, criado em 1980.

    O Lun mede 73,8 metros de comprimento, 20 metros de altura e 550 metros quadrados de área total. É capaz de alcançar até 500 km/h voando sobre o mar.

    A nova máquina terá 93 metros de comprimento e asa de 71 metros.

    Esse ecranoplano batizado de Resgatador é destinado para uso no Ártico e no oceano Pacífico em operações de resgate e para transportar cargas em bases distantes.

    Ao mesmo tempo, os especialistas afirmam que os novos ecranoplanos serão ideais para missões de desembarque de equipes táticas. Estes veículos são muito mais rápidos do que navios e apenas são perceptíveis para os radares. Além disso, são imunes a minas submarinas e torpedos.

    O desenvolvimento de tal modelo de ecranoplano faz parte do programa estatal de armamento para o período entre 2018 e 2025. Será designado para satisfazer as diversas necessidades militares. Os oficiais navais também poderão encontrar esse veículo útil em suas missões de resgate no Ártico ou se precisarem transportar algumas cargas a guarnições distantes, comunicou o Ministério da Defesa da Rússia.

    O veículo será equipado com rampa, que facilitará a entrada e saída de soldados e equipes e será capaz de transportar um total de 500 oficiais armados, voando a uma velocidade de 550 km/h.

    "Os ecranoplanos são muito mais econômicos do que os aviões e permitirão transportar rapidamente mais carga a longas distâncias. Se for possível equipar seus chassis com colchão de ar, conseguirão aterrissar inclusive em águas turbulentas", declarou o especialista da Marinha russa, Aleksandr Mozgovoi, em comentário ao jornal russo Izvestia.

    Espera-se que os testes do Resgatador sejam concluídos até 2025.

    Mais:

    Com olho ao domínio russo no Ártico, americanos decidem construir mais quebra-gelos
    Dragão de Neve: por que China está tão interessada em efetuar projetos no Ártico?
    Navios militares russos estão prontos para desbravar oceano Ártico
    Bombardeiros russos realizam manobras sobre o Ártico
    Cientistas criam 'nanoluvas' inéditas para o exército estadunidense no Ártico
    Tags:
    ecranoplano, operação de resgate, desembarque, militares russos, bases militares, carga, navio, avião, Ártico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar