05:17 22 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Raqqa (foto de arquivo)

    Rússia tem questões quanto à nova política dos EUA na Síria

    © REUTERS / Zohra Bensemra
    Rússia
    URL curta
    Raqqa: do Daesh aos EUA (14)
    5150

    A Rússia espera que os EUA respondam às perguntas sobre sua nova estratégia na Síria de forma honesta e clara, disse o chanceler russo, Sergei Lavrov.

    "Quando ouvimos sobre a nova linha dos EUA, uma linha que assume a criação de certos conselhos locais no território da República Árabe da Síria soberana, isto levanta questões. Enviamos essas perguntas a Washington e esperamos receber uma resposta honesta e clara", disse Lavrov.

    O chefe da diplomacia russo descreveu as ações da coalizão liderada pelos EUA na Síria como "algumas coisas muito estranhas", apontando para os muitos casos em que terroristas posicionados em áreas controladas pelas forças da "oposição apoiada pelos EUA" foram transferidos para manterem a resistência à ofensiva das forças do governo sírio.

    "Em particular, há casos que ouvimos sobre a fuga em massa de combatentes do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) de Raqqa exatamente quando a coalizão liderada pelos EUA estava cercando a cidade. Também, houve outros incidentes quando os nossos colegas norte-americanos tentaram estabelecer várias linhas para além das quais o exército sírio não deveria ir."

    A declaração de Lavrov vem um dia depois de o Ministério da Defesa russo ter comparado os bombardeios da coalizão internacional liderada pelos EUA na cidade de Raqqa com os que ocorreram em Dresden em 1945, provocando a morte de inúmeros civis.

    Em 20 de outubro, a aliança apoiada pelos EUA das Forças Democráticas Sírias (SDF) com as milícias curdas e árabes, anunciou a libertação total de Raqqa do grupo terrorista Daesh. Contudo, Damasco declarou que não vai considerar Raqqa uma cidade libertada até que o exército sírio entre na cidade.

    Tema:
    Raqqa: do Daesh aos EUA (14)

    Mais:

    Embaixador: Rússia está pronta para mediar a crise entre os EUA e a Coreia do Norte
    EUA dão 'sinal verde' para cooperação com Rússia sobre Coreia do Norte
    Opinião: EUA prejudicam própria reputação acusando a Rússia de ataques na Síria
    Tags:
    coalizão internacional, Sergei Lavrov, Rússia, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik