05:38 17 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Pyongyang, capital norte-coreana

    Cooperação entre Moscou e Pyongyang será realizada de acordo com resolução da ONU

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Rússia
    URL curta
    301
    Nos siga no

    A cooperação econômico-comercial entre Moscou e Pyongyang será realizada em conformidade com a resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, disse o ministro de Desenvolvimento do Extremo-Oriente, Aleksandr Galushka.

    "Este tipo de cooperação [econômico-comercial] será realizada de acordo com a resolução do Conselho de Segurança da ONU e o decreto do presidente Vladimir Putin", disse Galushka à Sputnik no âmbito do XIX Festival Mundial de Juventude e Estudantes na cidade russa de Sochi.

    Ele acrescentou que "o decreto do presidente [Vladimir Putin] vem implementar a resolução do Conselho de Segurança da ONU. A Rússia, como membro da comunidade internacional e país que votou a favor dessa resolução, cumpriu seus compromissos".

    "Além da resolução do Conselho de Segurança da ONU, temos que aprovar um ato interno, uma decisão interna e um documento interno. Ontem esse documento foi publicado, é o decreto do presidente que está em conformidade com a resolução", explicou Galushka.

    Quanto às provocações nucleares e de mísseis realizadas no território da península coreana, o político sublinhou que "elas não contribuem de forma alguma para o desenvolvimento dos laços econômico-comerciais" entre dois países.

    Em 16 de outubro o presidente russo, Vladimir Putin, cumprindo a resolução do Conselho de Segurança da ONU, assinou o decreto sobre medidas que impõem uma série de restrições à Coreia do Norte no campo do comércio, economia, finanças, ciência e tecnologia. 

    No dia 11 se setembro o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou, por unanimidade, a adoção de novas sanções contra a Coreia do Norte, em resposta a um teste nuclear realizado por Pyongyang.

    Mais:

    Especialista: Coreia do Norte mostrará sua força em resposta às manobras norte-americanas
    Nova ameaça: Coreia do Norte pode estar preparando novo lançamento de míssil
    São detectados movimentos de sistemas de mísseis em várias partes da Coreia do Norte
    Tags:
    relações econômicas, comércio bilateral, ONU, Vladimir Putin, Coreia do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar