11:43 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Vista do Kremlin de Moscou

    Kremlin não descarta medidas de resposta se EUA continuarem pressionando RT e Sputnik

    © Sputnik / Evgeniya Novozhenova
    Rússia
    URL curta
    880
    Nos siga no

    Moscou não descarta tomar medidas de resposta se os EUA continuarem fazendo pressão sobre os meios de comunicação russos que trabalham nos Estados Unidos, disse o porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov.

    É evidente que, se a pressão e as violações de direito de livre trabalho dos nossos meios de comunicação continuarem, não podemos descartar ações baseadas no princípio da reciprocidade, declarou ele.

    Peskov informou que uma série de meios de comunicação russos está exposta a uma pressão sem precedentes, pressão que dificulta consideravelmente o trabalho da mídia russa em vários países ocidentais, especialmente nos EUA.

    "Esperamos que essa pressão sobre os nossos meios de comunicação, neste caso me refiro à Sputnik e RT, não passe despercebida por parte das organizações internacionais correspondentes, cujas obrigações incluem a observação da situação da liberdade de expressão e da liberdade de imprensa", sublinhou Peskov.

    Ele indicou ainda que o Kremlin "não tem informação" de que algumas mídias dos EUA podem ser declaradas indesejáveis na Rússia.

    Washington acusa a agência Sputnik e o canal de televisão russo RT de terem interferido nas eleições presidenciais norte-americanas em novembro de 2016.

    A Rússia negou repetidamente todas as acusações e o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descreveu-as como "absolutamente infundadas". 

    Mais:

    Correspondente da RT foi atingida por soldado israelense durante confrontos em Jerusalém
    Editora-chefe: Sputnik e RT não interferiram na eleições francesas
    Sputnik e RT vão processar o candidato francês, Emmanuel Macron
    Tags:
    pressão, imprensa, Dmitry Peskov, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar