00:05 17 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Consulado-Geral da Rússia em São Francisco, Califórnia

    Diplomatas russos são obrigados a deixar apartamentos em São Francisco até 1º de outubro

    © AFP 2019 / Josh Edelson
    Rússia
    URL curta
    12310
    Nos siga no

    De acordo com o secretário do Estado norte-americano, os diplomatas russos devem deixar vagos seus apartamentos em São Francisco até a madrugada de 1º de outubro.

    Os diplomatas russos foram obrigados a desocupar seus apartamentos em São Francisco, Califórnia, até a madrugada de 1º de outubro, disse o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, em um comunicado divulgado nesta quinta-feira (21) pelo Federal Register, o diário oficial do governo norte-americano.

    "Essas proibições entrarão em vigor às 23h59, horário do Pacífico, em 1º de outubro de 2017", se lê no comunicado. "Todas as pessoas na referida propriedade são obrigados a abandonar as instalações no máximo até ao dia e hora indicados."

    Em 2 de setembro, os EUA fecharam o Consulado Geral da Rússia situado em São Francisco e duas propriedades diplomáticas em Washington e Nova York. De acordo com as autoridades norte-americanas, isso foi uma resposta à decisão de Moscou em julho de reduzir o número do corpo diplomático dos EUA na Rússia até 455 pessoas, o mesmo número do corpo diplomático que a Rússia tem nos EUA.

    Quando os diplomatas russos deixaram os complexos diplomáticos, os agentes de segurança dos EUA realizaram buscas dentro dos edifícios. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia qualificou as ações dos Estados Unidos como uma violação do direito internacional, incluindo a Convenção de Viena sobre relações diplomáticas e consulares.

    Mais:

    Zakharova: 'agentes Smith' revistam o Consulado da Rússia em São Francisco
    Rússia indica que não retaliará EUA por fechamento de consulado em São Francisco
    'Devemos resistir à agressão da Rússia', diz ex-secretário dos EUA
    Tags:
    apartamento, diplomatas, Consulado Geral da Rússia em São Francisco, Rex Tillerson, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar