04:53 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4340
    Nos siga no

    O ex-chanceler da Alemanha Gerhard Schroeder afirmou, em entrevista à revista alemã Stern, que nunca haverá um presidente russo que permita que a Crimeia deixe de ser parte de seu país.

    "Acho que nunca haverá um presidente russo que permita que a Crimeia deixe de ser parte de seu país", disse o ex-ministro das Relações Exteriores da Alemanha. Schroeder advertiu que existe o risco de alienação entre a Alemanha e a Rússia.

    "Tomando em conta a nossa história comum, muitos russos estão desiludidos com o enfoque da Alemanha, em particular com a política de sanções", afirmou ele.

    O entrevistado apontou que a Crimeia fazia parte da Rússia desde o século 18.

    Schroder apela a não pôr em perigo os êxitos de Willy Brandt, chanceler federal da Alemanha entre 1969 e 1974, que, tal como Schroder, pertencia ao Partido Social Democrata da Alemanha (SPD) e fortaleceu as relações bilaterais com a Rússia.

    "Não devemos seguir os interesses dos EUA, porque Washington não necessita de uma Rússia forte", disse ele.

    O chanceler destacou que a Europa e a Alemanha, em particular, têm outros interesses.

    Schroeder falou também sobre suas relações com o presidente russo Vladimir Putin.

    "Somos amigos, mantenho essa relação pessoal e continuarei a fazê-lo. Isto se deve à lealdade humana, não tem qualquer significado político, porque eu não ocupo mais o cargo", concluiu ele.

    Mais:

    Ex-presidente revela como a Ucrânia enganou a Crimeia em 1991
    Chuvas provocam engavetamento monumental na Crimeia (VÍDEO)
    Tags:
    relações bilaterais, Gerhard Schroeder, Vladimir Putin, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar