13:46 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras dos EUA e da Rússia

    'Devemos resistir à agressão da Rússia', diz ex-secretário dos EUA

    © Sputnik / viperagp
    Rússia
    URL curta
    6010

    Os países ocidentais devem continuar em seus esforços para dissuadir a hostilidade russa, mas também manter contato com Moscou, disse à RIA Novosti um ex-coordenador do Departamento de Estado dos Estados Unidos para a Política de Sanções.

    "Eu acho que devemos ser ocidentais e, francamente, a comunidade democrática precisa ser firme para resistir à agressão da Rússia, mas ao mesmo tempo precisamos manter canais abertos e continuar conversando com os russos", disse Daniel Fried, que também foi secretário de Estado Adjunto dos EUA para Assuntos Europeus e Eurasianos entre 2005 e 2009.

    O ex-funcionário acrescentou que os contatos devem ser mantidos, pois as tensões entre Washington e Moscou podem ser apenas temporárias.

    "[É necessário] manter as portas abertas, porque as dificuldades nas relações não podem durar para sempre", acrescentou o ex-funcionário.

    De acordo com Fried, Washington teve "grandes esperanças" por melhores relações com Moscou após a queda da União Soviética em 1991, mas, embora isso nunca tenha se concretizado, os dois países poderiam ter melhores relações a longo prazo, acrescentando que a Rússia deveria mudar sua política na Ucrânia.

    Desde 2014, as relações entre a Rússia e os Estados Unidos se deterioraram em meio à crise na Ucrânia e à reunificação da Crimeia com a Rússia, após o que foram impostas várias rodadas de sanções anti-russas.

    Além disso, os Estados Unidos acusaram repetidamente e injustificadamente a Rússia de se intrometer nas eleições presidenciais dos EUA no ano passado.

    Mais:

    Rússia: EUA provocaram combates em Idlib para impedir o avanço sírio em Deir ez-Zor
    Antigo chefe da OTAN: Rússia quer enviar uma mensagem ao Ocidente com manobras Zapad 2017
    Tags:
    política, russofobia, diplomacia, relações bilaterais, Daniel Fried, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar