17:01 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Bandeiras da Rússia e dos EUA

    Vice-ministro russo pede para Washington 'parar de destruir as relações Rússia-EUA'

    © REUTERS/ Maxim Shemetov
    Rússia
    URL curta
    252134120

    O vice-ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, se reuniu nesta segunda-feira com o sub-secretário de Estado dos Estados Unidos para Assuntos Políticos, Thomas Shannon, em Helsinque (Finlândia), e pediu para que Washington pare de destruir as relações entre Rússia e EUA, procurando ao invés disso soluções para os problemas.

    Ryabkov pediu às autoridades dos EUA "para parar de destruir as relações russo-americanas e minar o direito internacional, que está repleto de graves conseqüências, e começar a buscar soluções para os problemas que se acumulam sem culpa nossa", disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia, em um comunicado publicado em seu site.

    No mesmo encontro, Ryabkov informou a Shannon que as condições para diplomatas estadunidenses trabalharem na Rússia serão alteradas para refletir as restrições enfrentadas por diplomatas russos nos EUA, de acordo com o ministério russo.

    "O lado russo manifestou novamente protesto em relação às ações hostis dos Estados Unidos e à invasão dos EUA sobre a imunidade diplomática. Foi enfatizado que as condições para a permanência dos diplomatas dos EUA na Rússia estão sendo ajustadas para refletir as restrições estabelecidas para nossos representantes", destacou a pasta, em nota.

    Mais cedo, o ministro de Relações Exteriores russo Sergei Lavrov explicou que Moscou adotaria o conceito de "paridade completa", em uma resposta ao fechamento do consulado russo em São Francisco e de duas missões comerciais russas em Nova York e Washington, por ordens da Casa Branca, no fim de agosto.

    De acordo com Lavrov, o gesto de "boa vontade" do Kremlin acabou sendo mal interpretado pelo governo estadunidense.

    "Os EUA bloquearam o nosso gentil gesto e disseram: 'Se os russos querem paridade, feche-os de quatro consulados [nos EUA], pois temos apenas três consulados na Rússia'", concluiu.

    Mais:

    Quem é agressor mundial, a Rússia ou os EUA?
    Moscou: ações dos EUA em relação à Rússia são 'vandalismo governamental'
    Rússia indica que não retaliará EUA por fechamento de consulado em São Francisco
    Tags:
    política, relações bilaterais, diplomacia, Casa Branca, Kremlin, Sergei Lavrov, Thomas Shannon, Sergei Ryabkov, Rússia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik