18:47 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Arco ferroviário instalado na ponte da Crimeia

    Arco ferroviário gigante da ponte da Crimeia inspira cosmonautas (FOTOS)

    © Sputnik/ Aleksandr Polegenko
    Rússia
    URL curta
    11320

    Ficando a quase 400 quilômetros da Terra, os cosmonautas russos podem observar e se inspirar pela construção inédita que está sendo realizada na nova parte da sua pátria, a Crimeia.

    O cosmonauta russo Sergei Ryazansky, que atualmente está a bordo da Estação Espacial Internacional (EEI) conseguiu fazer novas imagens únicas da construção da ponte da Crimeia através do estreito de Kerch.

    Nas fotos, feitas a partir da EEI, são claramente visíveis os últimos progressos na construção, que está cada vez mais perto do fim. Por exemplo, quase no meio da ponte já foi instalado um grande arco ferroviário metálico. 

    "Estamos seguindo a construção da ponte através do estreito de Kerch da Estação Espacial Internacional", informou Ryazansky na sua conta no Instagram.

    É de sublinhar que esse arco "claramente visível" pesa mais de seis mil toneladas e é um dos elementos mais sofisticados da "artéria" que ligará a península da Crimeia à parte continental da Rússia.

    O arco gigante, de 227 metros de comprimento e 45 metros de altura, foi montado no fim de agosto. 

    Os cosmonautas russos que trabalham a bordo da EEI publicam regulamente fotografias que mostram as diferentes etapas de construção da ponte da Crimeia.

    Por exemplo, em fevereiro deste ano, o cosmonauta Oleg Novitsky publicou imagens da "construção do século" em sua conta no Instagram. 

    Compare com a imagem da ponte feita há um ano, em agosto de 2016!

     

     

    Mais:

    Autoestrada que prolongará Ponte da Crimeia começa a ser construída
    Avião da Segunda Guerra Mundial foi encontrado durante construção da ponte da Crimeia
    Astronauta russo captura a construção da ponte na Crimeia (FOTO)
    Tags:
    construção, Ponte da Crimeia, Estação Espacial Internacional, Crimeia, Rússia, Espaço
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik