04:43 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    14350
    Nos siga no

    O poderio bélico do lança-foguetes russo TOS-1A Solntsepiok foi demonstrado mais uma vez, em uma série de exercícios militares realizados em Luga, localidade próxima a São Petersburgo.

    De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério de Defesa da Rússia, os testes foram um marco das provas táticas de apoio integral, nas quais o armamento expôs a sua capacidade de causar efeito psicológico e impacto arrasador em grandes áreas.

    As dotações desses lançadores de foguetes com carga termobárica foram treinadas em metas para impactar os alvos de 100 por 100 metros de superfície, a uma distância de 3.000 metros. Os lançamentos foram feitos para mísseis individuais e cargas completas.

    Além disso, especialistas das Tropas de Defesa Radiológica, Química e Biológica praticaram missões de cobertura para sistemas visuais de mísseis e orientação de mísseis para instalações e posições dos sistemas de mísseis táticos Iskander.

    Para conseguir isso, foram utilizados dispositivos que dispersam um aerossol, que por sua vez cria uma cortina de fumaça de mais de 1 quilômetro de comprimento, e mantém seu efeito contra o reconhecimento inimigo por um período de 4 a 8 horas.

    O que são os Solntsepiok?

    O sistema TOS-1A Solntsepiok e sua poderosa munição destinam-se a destruir posições inimigas fortificadas e sua capacidade destrutiva é superada apenas por armas nucleares táticas.

    As instalações de lançamento possuem uma bateria de 24 mísseis de calibre não calibrados de 220 milímetros, que são montados na plataforma do tanque T-72.

    Os mísseis termobáricos com líquido inflamável que eles utilizam não voam grandes distâncias e seu alcance não excede 6 quilômetros, uma vez que a maioria dos 3 metros que medem esses projéteis não é ocupada pelo motor, mas a carga explosiva em si.

    Os mísseis deste tipo de sistemas explodem em seu alvo formando uma nuvem de aerossol incendiário que se ativa imediatamente, anulando qualquer opção de salvação para os inimigos que estão naquela zona.

    As fortificações, as trincheiras e as irregularidades do terreno não apresentam nenhum obstáculo para que a nuvem explosiva penetre em todos os lugares. A temperatura na zona de ação atinge 2.000 graus.

    Mais:

    Rússia deve exportar cerca de US$ 50 bi em armamentos
    Rússia revela ambiciosos planos de construção dos mais potentes quebra-gelos nucleares
    Caças da Força Aérea da Rússia realizam treinamentos no mar do Japão
    Tags:
    Iskander, TOS-1A Solntsepiok, armamentos pesados, mísseis, segurança, Ministério da Defesa Russo, São Petersburgo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar