04:02 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Arco ferroviário da ponte da Crimeia foi erguido e fixado

    Engenharia de ponta: arco ferroviário é instalado na ponte da Crimeia (VÍDEO)

    © Sputnik / Aleksandr Polegenko
    Rússia
    URL curta
    5120
    Nos siga no

    Neste domingo, teve início a instalação do arco ferroviário de 222 metros de extensão na ponte que ligará a península da Crimeia com o resto da Rússia, no estreito de Kerch.

    O arco ferroviário da ponte da Crimeia — uma estrutura de 222 metros de comprimento, 45 metros de altura e 6 mil toneladas — começou a ser instalado neste domingo sobre os suportes a 35 metros de altura em uma operação tecnológica inovadora e complexa.

    Somente o processo de elevação da estrutura de 6 mil toneladas até a altura necessária durou 12 horas, sob a rigorosa supervisão dos engenheiros envolvidos no projeto. Ao longo desta terça-feira, o arco será fixado de modo definitivo.

    A estrutura foi içada por 700 cabos. Foram necessários 16 guindastes, com uma capacidade de carga de 650 toneladas cada, disse Mikhail Piksáyev, vice-diretor da Mostootryad-1, a empresa de montagem.

    A instalação dos arcos da ponte de Crimeia é uma operação tecnológica única. Pela primeira vez na história da construção de pontes na Rússia, o transporte da estrutura foi feiro pela água.

    O projeto prevê a instalação de mais dois arcos, de modo a permitir uma segura navegação pelo estreito de Kerch.

    Mais:

    Drone filma início da instalação do arco ferroviário da ponte da Crimeia (VÍDEO)
    Construção da ponte da Crimeia está cada vez mais perto do fim
    Ucrânia ameaça Rússia com ação judicial pela construção da ponte da Crimeia
    Exclusiva e segura: ponte da Crimeia é 'modelo para qualquer construção de transporte'
    Ponte da Crimeia e seus achados: catacumba do século IV a.C. tem segredo revelado (FOTOS)
    Ponte da Crimeia é coberta por asfalto (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    arco ferroviário, engenharia, Ponte da Crimeia, Estreito de Kerch, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar