09:55 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Tanques da OTAN na Letônia, perto da fronteira com a Rússia

    Conflitos provocados entre Rússia e OTAN existem, mas 'ninguém quer um apocalipse nuclear'

    © AP Photo/ Mindaugas Kulbis
    Rússia
    URL curta
    2274291

    Incidentes ocasionais entre as forças militares da Rússia e da OTAN na verdade são possíveis, e alguns deles podem ser provocados intencionalmente, opina o especialista russo em assuntos internacionais, Prokhor Tebin.

    "Nossas relações com os EUA e a OTAN certamente permanecerão tensas, e não espero que alguma distensão, como aconteceu depois do conflito na Geórgia em 2008, aconteça num futuro próximo. Incidentes militares locais de escala limitada entre a Rússia, EUA e OTAN, ou seus membros individuais, com batalhas e baixas reais", declarou Tebin apresentando seu relatório no âmbito do Clube Valdai.

    "Além disso, alguns desses incidentes podem ser intencionais", sublinhou o especialista.

    Para ilustrar um desses incidentes, Prokhor Tebin recorda novembro de 2016, quando a Turquia abateu um avião russo na Síria.

    Entretanto, ele destacou que "ambas as partes têm uma chance de resolver pragmaticamente tais conflitos antes que se tornem uma confrontação militar direta ou uma Guerra Fria".

    No entanto, o especialista russo indicou que "uma grande guerra entre a Rússia e o Ocidente [a OTAN e os EUA] é pouco provável, pois ninguém quer um apocalipse nuclear".

    Ao mesmo tempo, o diretor executivo do Instituto dos EUA e Canadá, Pavel Zolotarev, expressou sua opinião quanto a esse assunto:

    "Mesmo que imaginemos que [os EUA] iniciam uma guerra contra a Rússia, eles precisariam de apoio dos seus aliados da OTAN na Europa, o que é irrealista".

    Ele explicou seu ponto de vista indicando que os aliados europeus dos EUA estão pouco dispostos a ajudar Washington.

    Além disso, o especialista acredita que, exceto no antigo território da URSS, a Rússia e a o bloco militar têm nenhum tema para conflito.

    As relações entre ambas as partes têm sido complicadas nos últimos anos, o que foi causado pela linha firme da OTAN para se expandir para a Europa Oriental. Mas a Aliança Atlântica justifica suas pretensões acusando a Rússia em alegadamente interferir no conflito ucraniano.

    Moscou, por sua vez, negou retiradamente todas essas acusações.

    Mais:

    EUA realizarão 11 exercícios de grande escala no âmbito da OTAN em 2018
    Exercícios conjuntos russo-chineses no mar Báltico irritam OTAN
    China mostra que 'apoia Rússia na sua oposição à OTAN'
    OTAN considera exercícios russo-bielorrussos como 'cavalo de Tróia'
    Tags:
    incidente, apocalipse, conflitos, interesses, relações bilaterais, confrontos, guerra, Guerra Fria, OTAN, Europa Oriental, URSS, Europa, EUA, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik