13:46 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Margarita Simonyan, editora-chefe da Sputnik e RT, foto de arquivo

    Editora-chefe da Sputnik: continuaremos explicando que mentir não é bom

    © Sputnik / Vladimir Trefilov
    Rússia
    URL curta
    1860

    Margarita Simonyan, editora-chefe da Sputnik e da RT comenta a decisão da Newsweek de apagar artigos falsos de Kurt Eichenwald sobre o suposto conluio da Sputnik com a campanha do presidente americano Donald Trump.

    "Assustados com um processo judicial, a Newsweek apagou as mentiras sobre nós. Vamos continuar explicando com paciência às outras 'newsweeks' que mentir não é bom", declarou Simonyan à Sputnik.

    O caso da Newsweek sobre a "cooperação" de Trump com a Sputnik gerou muita polêmica na mídia, envolvendo jornais bem influentes como The Washington Post e outros.

    Durante a campanha presidencial de 2016, Eichenwald trabalhou acompanhando os passos do então candidato Donald Trump. Ele afirmou mentirosamente que Donald foi admitido em uma clínica psiquiátrica, mas não foi capaz de apresentar qualquer evidência do que denunciou. O repórter foi um dos primeiros a acusar Trump de ser "um espião russo" e chegou a inventar uma suposta ligação da agência com o WikiLeaks. Eichenwald ainda disse que os funcionários da Sputnik eram espiões, não jornalistas.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik