00:38 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Turistas na Crimeia

    'Barreiras da Ucrânia' contra Crimeia dificultam férias de seus cidadãos

    © Sputnik/ Sergey Malgavko
    Rússia
    URL curta
    366745

    Autoridades ucranianas estão tentando atrapalhar os planos de seus cidadãos de passar as férias na Crimeia, anunciou o diretor do Comitê Internacional da região, Zaur Smirnov.

    "Kiev tentou organizar um novo bloqueio da península, desta vez – bloqueio turístico. De acordo com nossas fontes, dentre elas funcionários do controle fronteiriço da Ucrânia, informam que receberam ordens das autoridades de Kiev de criar barreiras artificiais", comunicou Smirnov à Sputnik.

    Segundo ele, essas medidas são "produto do medo" de os ucranianos verem a situação real na Crimeia, onde, ao invés das notícias propagadas por Kiev quanto a ataques nas ruas e repressões na península, é percebido um desenvolvimento de infraestrutura grandioso.

    "Alegramo-nos em ver turistas ucranianos na Crimeia, onde são oferecidas condições confortáveis e segurança garantida para todos. Mas a tentativa de Kiev de bloquear as viagens de seus cidadãos não nos assusta, pois a Crimeia não depende do turista ucraniano", sublinhou Smirnov.

    Ontem (17), a Guarda de Fronteiras do Serviço Federal de Segurança da Rússia na Crimeia informou que ucranianos fizeram fila quilométrica e aguardaram muito tempo no controle fronteiriço para aproveitar suas férias na península.

    De acordo com guardas fronteiriços russos, "devido às barreiras da Ucrânia", no sábado, os ucranianos demoraram quase 13 horas na fila para atravessar a fronteira.

     

    Mais:

    Exclusiva e segura: ponte da Crimeia é 'modelo para qualquer construção de transporte'
    Opinião: Crimeia reage duramente às manobras navais dos EUA e Ucrânia no mar Negro
    Apesar das sanções: Crimeia recebe delegação oficial da Alemanha
    Tags:
    mar, bloqueio, praia, turismo, Serviço Federal de Segurança da Rússia, Guarda de Fronteiras, Zaur Smirnov, Crimeia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik