04:21 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente do Comitê Militar da OTAN, o general tcheco Petr Pavel, durante um encontro da organização em Bruxelas (arquivo)

    Rússia pode reduzir nível de representação diplomática na OTAN

    © AP Photo / Virginia Mayo
    Rússia
    URL curta
    15180
    Nos siga no

    Moscou está considerando a possibilidade de reduzir o nível de representação diplomática para a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) para o status de responsável de negócios interino quando o atual representante permanente da Rússia para a OTAN, Alexander Grushko deixar o posto, informou o jornal Izvestia.

    Fontes do Ministério das Relações Exteriores da Rússia avaliam que a OTAN não está inclinada ao diálogo construtivo, e qualquer discussão se converte em acusações contra o lado russo.

    "Consideramos a opção de deixar o encarregado interino em Bruxelas depois que Alexander Grushko retornar a Moscou", disse a fonte.

    A sede da OTAN realiza no próximo dia 13, a reunião do Conselho OTAN-Rússia em Bruxelas, mas Moscou tem dúvidas quanto à possibilidade de extrair algum resultado válido, já que a aliança "não quer ouvir" a posição russa e "constrói novamente uma linha exclusivamente acusatória", tentando expor a Rússia como culpada de eventos na Ucrânia.

    O primeiro vice-presidente do Comitê de Relações Exteriores do Conselho da Federação Russa, Vladimir Dzhabarov, disse à publicação que as medidas serão justificadas, considerando a recusa da aliança em cooperar. Ao mesmo tempo, na sua opinião, as mudanças na posição da OTAN não devem ser descartadas devido a uma situação difícil no mundo.

    Mais:

    Tensões no Báltico: OTAN cometeu 'erro perigoso' tentando pressionar Rússia
    Nem todos gostam dos treinamentos militares da OTAN (VÍDEO)
    Rússia, Bielorrússia e Sérvia iniciam manobras perto da fronteira da OTAN
    Sérvia vai processar a OTAN pelos bombardeios à antiga Iugoslávia em 1999
    Tags:
    Izvestia, Comitê de Relações Exteriores do Conselho da Federação Russa, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, OTAN, Conselho Rússia-OTAN, Vladimir Dzhabarov, Alexander Grushko, Moscou, Bruxelas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar