09:42 21 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    040
    Nos siga no

    Uma jovem mãe de apenas 26 anos foi forçada a procurar abrigo com o seu filho após ter a casa queimada por vizinhos que a acusam de bruxaria. O caso aconteceu no Extremo Oriente da Rússia.

    Varvara Genatulina, moradora da vila de Pobedino, na Sacalina, está sendo acusada por outros habitantes da localidade de estar por trás do suicídio de seu marido e de outras duas pessoas da comunidade ligadas de alguma forma a ela. Por conta dessa situação, ela foi declarada bruxa e, como pena, teve sua residência incendiada. 

    A história, ocorrida recentemente, ganhou publicidade após ser relatada em carta por outro morador da região, Oleg Vnukov, que escreveu para a Associação de Advogados da Rússia, culpando as autoridade locais por negligência, sobretudo ao não oferecer oportunidades de trabalho suficientes, o que teria deixado a população de Pobedino desesperada e insana. Os advogados, por sua vez, segundo o Mir 24, disseram que casos como esse, de caça às bruxas, não são tão raros assim em áreas rurais remotas do país, principalmente quando as condições de vida são difíceis por conta do desemprego e da pobreza. 

    Mais:

    Moscou denuncia nova era de caça às bruxas nos EUA
    China proíbe gays, drogas e bruxas na televisão
    Bruxaria e política: escândalos provocados por forças ocultas
    Idosa é queimada viva por bruxaria no Peru
    Tags:
    Rússia, Sacalina, Pobedino, Extremo Oriente, Extremo Oriente Russo, Varvara Genatulina, Oleg Vnukov, Mir 24, bruxaria, bruxa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar