12:04 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    0220
    Nos siga no

    Uma série de serviços de inteligência de países estrangeiros apoiam diretamente extremistas e grupos terroristas para desestabilizar as regiões fronteiriças da Rússia, disse o presidente russo, Vladimir Putin.

    O presidente Putin chegou hoje (28) à sede do Serviço de Inteligência Estrangeira da Rússia para felicitar os funcionários pelo 95º aniversário do departamento de informações clandestinas.

    Durante seu discurso, o presidente disse que entre os desafios que enfrenta a Rússia estão as tentativas de conter o desenvolvimento do país, de desestabilizar as regiões localizadas perto das fronteiras russas, usando grupos terroristas ou extremistas, que de vez em quando "recebem a ajuda direta dos serviços especiais de países estrangeiros".

    O presidente destacou a crescente atividade dos serviços secretos de outros países contra a Rússia e seus aliados. Entre os meios usados pelos rivais geopolíticos estão os novos meios de guerra informativa, ataques cibernéticos e as tentativas de recrutar agentes para receber dados secretos sobre a política e economia da Rússia.

    Mais:

    Diante de Putin, brasileira vence competição de balé em Moscou
    Visita de Putin à Crimeia gera protestos do governo da Ucrânia
    Putin conta que sua atividade na KGB esteve ligada à rede de agentes clandestinos
    Tags:
    Rússia, Mundo, Vladimir Putin, Serviço de Inteligência Estrangeiro da Rússia (SVR), agentes secretos, forças especiais, operações clandestinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar